18 Comentários


  1. Se a história ocorresse no Maine, seria facilmente confundível com algum conto do Stephen King!!
    Foda é ficar na espera das próximas partes!

    Responder
  2. Daniel Bart Pinheiro

    Caraio, Ganzu tá comendo geral, daqui a pouco o bicho vira um monstrengão gigante e come a cidade. Eita, e agora com essa morte do Armando, mais as mortes dos bandidos, como eles vão se explicar SE a chuva passar, esse pessoal arrumou uma encrenca enorme. Conto tá ficando cada vez melhor, parabéns pela criatividade Philipe.

    Responder
  3. Fernando Martini

    Fazia tempo que não lia um conto seu, esse tá do caralho! Concordo com o Ricardo, está bem estilo Stephen King, me lembra “O Nevoeiro”. Só ta faltando uma fanática religiosa pra quebrar o grupo de dentro pra fora hahahah

    Responder
  4. Lucas

    Esse conto se encaixaria muito bem nos Mitos do Cthulhu, não consigo parar de pensar no Yog-Sothoth quando estou lendo o conto. É invenção minha ou se baseou mesmo neles, Philipe?

    Excelente texto como de costume. Parabéns!

    Responder

    1. Não me baseei em nada especificamente. Pensei apenas em fazer um conto sobre um monstro comendo pessoas. A ideia de deixar os personagens isolados veio das grandes histórias de monstros, como enigma de outro mundo, cujo, e o nevoeiro…

      Responder
      1. Lucas

        Ah entendi, é que li muita pouca coisa do Stephen King. Ao contrário do Lovecraft. Então tendo a ver tudo com o viés Cthulhunesco. hehehehehehe

        Responder
  5. Thiago chipset Andrey Ferreira

    Porra. Esses dois filhos da puta mataram o Armando! Tá certo que foram comidos mas eu ficaria muito mais feliz se o Reginaldo pulasse no sofá e o Greg o empurrasse para o chão soltando um sonoro “Vai se foder sua bicha”!

    Responder
  6. Juliana Vetromille

    Muito maneiro!!!!!! Desenha o Ganzu pra gente Phelipe!!! Por favoooooor!
    Bjos
    Juju

    Responder
  7. Richard

    pqp, que revira-volta! Essa parte foi muito louca!
    Que filhos da puta esses bandidos, mataram o Armando! Agora eu quero ver, com o Ganzu solto por aí, quem vai ter coragem de deixar a casa? Tá da hora esse conto!

    Responder
  8. Yusef Khalil

    Puta que pariu! Fico um tempo sem acessar o blog e acontece isso! kkkkkk! Estou ansioso pela próxima parte! Tu és um escritor muito talentoso, Phillipe. Faz tempo que já acessava teu blog, mas nunca parei para ler um de seus contos (vai saber o porquê, hehehe). Vou começar a ler os outros agora.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.