Frankenstein Meat: A carne tão fresca que se mexe!

Um leitor do blog me mandou há alguns dias atrás este impressionante video, que mostra uma carne se mexendo no frigorífico:

Eu me impressionei tanto com o video, que taquei no Facebook, e rapidamente ele gerou uma pequena onda de pessoas chocadas, muitas que do mesmo jeito que eu, nunca tinham visto nem imaginado que as carnes ainda se mexem nos matadouros, não deixando que nos esqueçamos que elas são pedaços de animais que foram sacrificados para a alimentação humana.
É triste, é bizarro e é também uma coisa impressionante.

Segundo meu amigo Rafael, que é biólogo, a carne está tendo espasmos musculares, e ela fica assim até que os eletrólitos dos músculos se dissolvam. Outra amiga, a Carol Mancini lembrou que cadáveres humanos também fazem isso. De fato fazem mesmo que eu já vi.

Carne se mexendo não é exatamente uma novidade por aqui. Já faie antes da “tara” dos chineses pela carne tão fresca que vem com o bicho vivo no seu prato. Lá eles também tem a versão do bife vivo, apelidado de frankenstein Beef:

O video mostra um pedaço de carne contraindo-se como se fosse vivo. Esse video ao que parece tem feito muitos carívoros reverem sua dieta e mudarem para outra, de vegetarianos.

A carne chinesa tem recebido grande atenção da imprensa ultimamente. Na semana passada, rodou o mundo um caso de “carne zumbi”- uma carne barata e vencida. Aliás ela é tão velha que chega a 40 anos (puta que pariu!) que foi contrabandeada para o país e vendida para pequenos restaurantes…

A carne esta tão velha que boa parte dela, já ficou preta, e por isso não dá pra vendê-la aos clientes, mas restaurantes podem misturar essa carne velha com carne boa e enganar os clientes.

zombie-meat3-550x367
Não duvido que acabarão sendo fritas no famoso óleo do esgoto.

Cerca de duas semanas atrás, Cheng Tan, uma mulher da província de Shandong, China, comprou um pedaço de carne fresca, e enquanto ela estava se preparando para cortá-la em sua mesa de cozinha, Cheng se horrorizou ao ver que o bife estava se movendo!
Ela rapidamente pegou seu smartphone, gravou um vídeo da carne tendo esses espasmos assustadores e postou na internet. O clipe de um minuto de duração foi visto dezenas de milhões de vezes no Weibo, a versão chinesa do Twitter e finalmente encontrou o seu caminho para sites ocidentais, onde ele se tornou um viral novamente.

Ao ver a carne se mexendo, a chinesa pensou logo que ela talvez estivesse com vermes ou algo assim. Mas não era nada disso. Ao abrir a carne com a faca, ela só encontrou fibras musculares.

Segundo Lv Suwen, especialista do departamento de saúde animal local, os espasmos foram causados por terminações nervosas que não morreram ainda. “O sistema nervoso central está morto, mas as terminações nervosas nos músculos ainda estão disparando impulosos , porque os nervos ainda não estão mortos. Isto irá parar depois de um curto período de tempo “, disse Suwen, tranquilizando a todos que a carne ainda se mexendo é perfeitamente segura para consumo.

Sei, lá, eu como muita carne, gosto de comer carne, mas reconheço que eu como com peso na consciência de estar comendo um bicho que foi criado para que um dia eu o comesse. Minha espença é que avancem logo naquela maquina de fazer carne artificial e de preferência façam uma picanha que não engorda.

Related Post

7 comentários em “Frankenstein Meat: A carne tão fresca que se mexe!”

  1. Hmmm também me bate um peso na consciência pelo fato de ser carnívoro. Ao menos até o momento em que desce aquele pedaço suculento de picanha no prato!
    nham…nham

  2. Eu já conhecia carne que se mexe, mas era de rã. Mas essas devem ser super carnes. Muiiiiito vitaminada. Eu queria comer dessa carne aí… ” super-poderes aí vou euuuuuuuu!” Falando sério, isso aí só pode ser consequências dessas super-dietas químicas que esses animas em confinamento estão tendo que ingerir!

  3. Eu consumo carne sem nenhum peso de consciência: eu humildemente aceito a minha posição na cadeia alimentar. Da mesma forma que não podemos culpar os tubarões que atacam pessoas no mar eu não me culpo por viver em harmonia com a minha natureza, moldada por incontáveis interações evolutivas com o ambiente e com os outros seres vivos. Os animais morrem e eu também morrerei; minha matéria é parte da terra; hoje sou humano, amanhã planta ou animal.

  4. Essa carne de 40 anos datada de “01/01/1975” foi desmentido pelo pessoal no Reddit como um erro, o sistema que usa pra datar a carne provavelmente usava a famosa “Unix Timestamp” e devido a alguma cagada resetou pra o “Timestamp 0”, ou seja, “01/01/1975” exatamente 40 anos atrás.

    Mas claro, havia SIM carne velha com alguns anos de idade lá. Mas estava congelada a tal ponto que estava bem conservada. (Massss eu não comeria! hahaha)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares