Fotografando raios

Compartilhe

Ainda a pouco caiu um toró condenado aqui onde eu moro, e com a luz oscilando, desliguei o Pc e fui tomar um vinho e contemplar a fúria da natureza.

Depois que a tempestade torrencial deu uma amainada, ficaram uns raios estourando no céu, inicialmente com estrondos quase apocalípticos, mas depois começaram os raios silenciosos. Não tive muito tempo de me preparar, peguei o tripé, a câmera, duas lentes, a 18-55 que vem no kit da Canon T3i e a 70-300mm e fui para a varanda.

Consegui poucas fotos, porque comecei a fazer as imagens tarde, boa parte dos mais legais eu só vi, igual um mané, até ter a ideia de registrá-los com a câmera.

raiozão5 Fotografando raios

raiozão4 Fotografando raios

raiozão3 Fotografando raios

raiozão2 Fotografando raios

raiozão Fotografando raios

Fotografar raios é difícil. Uma imagem nítida e impressionante de um raio é uma coisa trabalhosa por causa da velocidade da luz . A noite faz as coisas se tornarem mais difíceis, principalmente na questão de focar corretamente. O controle do foco, é (pelo menos na minha opinião), mais difícil que o ajuste de abertura. O que eu faço é fazer o foco primeiro, tentando abstrair os raios sensacionais que perderei nesta etapa. O lance é achar um ponto de referência, que pode ser um prédio, uma árvore, um poste, alguma coisa ao longe. Se vc for esperto, vai fazer fotos de raios LONGE. Quando eles estão pertos de você, há um inequívoco RISCO DE VIDA, e não é inteligente fazer fotos quando você pode morrer.
O ideal para uma foto maneira de raio, (esqueça as minhas, estou falando de fotos maneiras MESMO) é que você esteja longe da tempestade, mantendo um enquadramento de paisagem bacana.

Um raio acontece numa fração de segundo, então, como apertar o botão no momento exato? Uma possibilidade é: Usar a sorte. Vc aperta o botão, enquanto usa a “força” esperando que naquele preciso milésimo de segundo o raio apareça. A outra, usar a máquina.
Ocorre que maquinas reflex podem controlar facilmente a abertura, a exposição e a velocidade. A configuração desses fatores, mais o controle do ISO, que seria a sensibilidade, permitem conseguir fotos legais de qualquer coisa.

No caso, como o raio é muito rápido, eu preciso que a maquina fique com o “olho aberto” por muito tempo, assim amplio as chances e naquele tempo, aparecer um raio. Mas ela não pode ficar de “olho aberto” tanto tempo ao ponto as luzes ao redor deixarem tudo claro demais. Então, tem que ver, se tem raio demais, você trabalha com velocidades menores. Com raio de menos, trabalha com velocidades maiores.
O que eu faço é colocar a maquina no tripé (sem tripé é foda. Tem que usar tripé, saco de feijão, mesa ou outro estabilizador qualquer) e após fazer fotos com uma abertura grande para acertar o foco, configuro o diafragma para o mais fechado que a lente deixar, e soco o tempo de exposição em algo entre 5 e oito segundos, às vezes dez.

Dizem por aí que existem configurações já bacanas para conseguir fotos de raios, que seriam (em iso 100):

f 2.8 – 1 segundo
f 4 -2 segundos
f 5.6 – 4 segundos
f 8 – 6 segundos e assim por diante

Um erro comum é jogar o iso la em cima, pq vc acha que ta de noite e acha que de noite tem que usar iso alto. Vai granular feito o catiço. O iso tem que ser baixo, pq entra muita luz quando dá o raio. Se o iso estiver alto, a imagem fica linda SEM O RAIO. Quando Thor dá o ar da graça na sua foto, ele ferra TUDO. É por isso que vc tem que ter certeza do foco ANTES, porque ajustar o foco com o diafragma fechado, o iso em 100 e de noite, é tarefa para mártires religiosos.

Outro troço chato é ficar apertando o botão. Além de ser chato, há um SUBSTANCIAL risco de você balançar a maquina, sobretudo se estiver com uma tele pesada.

Na T3i eu uso um recurso chamado MagicLantern que amplia as funções da maquina. O magicLantern é um firmware adicional, e um dos diversos recursos extras que ele habilita na Canon T3i é o time-lapse. Ou seja, vc define quanto tempo quer entre cada foto e deixa a maquina fotografando sozinha, continuamente até o fim do cartão, bateria ou sua paciência (o que acabar primeiro). Pra quem tem medinho de colocar firmwares adicionais nas maquinas, uma solução é este lindo acessório disparador remoto, que vc compra lá no Deal Extreme, ou mercado livre/ebay.

time lapse disparador remoto canon eos 5d 60d 7d t3i etc MLB O 207620212 7876 Fotografando raios

 

É claro que nem preciso dizer que ao fazer uma foto de raio, vc deve estar em lugar seguro. Eu já disse isso antes, mas vale a pena frisar, pq nenhuma foto vale sua vida.

8 comentários em “Fotografando raios”

  1. Tenho uma Canon SX30 (não é grandes coisa), e o Firmware ‘alternativo’ dela (o CHDK) tem um modo de detecção de movimento, que, dizem, é rápido o suficiente para fotografar raios. Não existe essa função no MagicLantern?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.