Fenômeno Chupa-Chupa

Fenômeno chupa-chupa para um ufólogo é o nome dado pelos reibeirinhos do norte do Brasil para ufos que emitiam flashes de luz e retiravam sangue das pessoas. O povo tinha tanto medo dos chupa-chupa que nos anos 70- a cidade de Colares teve toque de recolher. A Força Aérea Brasileira se intrigou e enviou uma equipe para saber o que estava havendo. A equipe foi lá pra descobrir que não era nada, que era tudo produto de alguns “delírios” dos capiaus, mas o fato é que eles retornaram com uma boa quantidade de dados e informações inacreditáveis, com fotos, gravações, entrevistas, registros, filmes de discos voadores. O resultado deste trabalho de acompanhamento que se chamou Operação Prato acabou vazando para os civis quando o principal ator neste processo todo, o coronel Uyrangê Hollanda resolveu entregar a ufologos uma cópia que ele fez do relatório da operação prato – que era desmentida sistemática e deslavadamente pelo comando da Aeronáutica. Pouco tempo depois, Uyrangê Hollanda apareceu morto (suicidadoEEK) em casa, enforcado com o roupão.

Isso não tem porra nenhuma a ver com este post. Este post sobre chupa-chupa é um post de design. Eu sempre vejo muita gente comentando sobre como é foda o design da Apple, e tal. Realmente, foda é. Isso é inegável. Mas o que você diria se eu te dissesse que isso não é algo tão autoral quanto Steve Jobs gostaria que fosse?

Fenômeno Chupa-Chupa

 

Fenômeno Chupa-Chupa

Veja este site e tire suas próprias conclusões. Mas a minha opnião é que trata-se do melhor exemplo do fenômeno Chupa-Chupa do design alheio. Coisa feia… Tsc, tsc. A Apple devia tomar vergonha na cara e dar uma bela aposentadoria para o velhinho que “inspira” Jobs e Jonathan Ive. O nome do cara é Dieter Rams, um designer alemão que fez peças fenomenais para a Braun nos anos 50 e 60.

Dica do Rafael.

Related Post

7 comentários em “Fenômeno Chupa-Chupa”

  1. Só uma observação: a Operação Prato (q inclusive ja foi tema de um Linha Direta inteirinho na Globo) nao concluiu q era delírio dos moradores locais. Muitas pessoas apareceram com ferimentos q ninguém sabia explicar nem sequer como haviam sido feitos! E como ta no post, muita coisa foi filmada, fotografada, desenhada…

    Se nao tivesse acontecido nada por lá o Coronel nao teria “se matado”…

  2. Exatamente, eles foram crentes que não era nada e quando chegaram lá, viram que era. E os ufos não deram refresco. Teve episódio deles terem que se esconder e tudo mais.

  3. Velho provérbio dito pelo Chacrinha:
    No mundo nada se cria, tudo se copia.
    Sucesso é apenas o resultado de bias escolhas ( para copiar, claro ).
    Sabia que esse computador pessoal com CPU, teclado e mouse que você tem na sua frente é uma idéia abandonada pela IBM em 1969?
    Foi copiado por Steve Jobs e seu parceiro, foi recopiado e melhorado pela firma de Bill Gates…
    Pois é…em 1970 ninguém acreditava na coisa.
    Olha só o que virou.
    E o que é chupado de filmes como 2001 ODISSÉIA NO ESPAÇO?
    O filme parece que é de 1973, e mostra tela de cristal liquido, camera digital, um telefone via PC ainda melhor do que temos hoje, cartão magnético, criogenia, estação espacial, ONIBUS ESPACIAL, fotos de satélite tipo GooglEearth, e mais dezenas de coisas que ficaria até cansativo mencionar.
    Incrível, no filme, antiquado mesmo, só o modelito das aeromoças – parece mesmo de 1960, minha mãe que usava aquelas roupas tubinho nas fotos de 1964.
    Ou Stanley Kubrick era visionário ou a indústria de hoje chupou ele todinho, coitado, até o tutano do osso.

  4. [quote comment=""]Velho provérbio dito pelo Chacrinha:
    No mundo nada se cria, tudo se copia.
    Sucesso é apenas o resultado de bias escolhas ( para copiar, claro ).
    Sabia que esse computador pessoal com CPU, teclado e mouse que você tem na sua frente é uma idéia abandonada pela IBM em 1969?
    Foi copiado por Steve Jobs e seu parceiro, foi recopiado e melhorado pela firma de Bill Gates…
    Pois é…em 1970 ninguém acreditava na coisa.
    Olha só o que virou.
    E o que é chupado de filmes como 2001 ODISSÉIA NO ESPAÇO?
    O filme parece que é de 1973, e mostra tela de cristal liquido, camera digital, um telefone via PC ainda melhor do que temos hoje, cartão magnético, criogenia, estação espacial, ONIBUS ESPACIAL, fotos de satélite tipo GooglEearth, e mais dezenas de coisas que ficaria até cansativo mencionar.
    Incrível, no filme, antiquado mesmo, só o modelito das aeromoças – parece mesmo de 1960, minha mãe que usava aquelas roupas tubinho nas fotos de 1964.
    Ou Stanley Kubrick era visionário ou a indústria de hoje chupou ele todinho, coitado, até o tutano do osso.[/quote]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares