Favela no japão?

Recebi por email umas imagens que não vieram acompanhadas de uma descrição detalhada. Só com o texto: “Favela no japão”.
São umas casinhas engraçadas e minúsculas. Olha aí:

Favela no japão?
Favela no japão?
Favela no japão?
Favela no japão?
Favela no japão?
—> Uma das coisas mais legais de ter um Blog é a interação com os leitores. Nosso leitor San avisa que isto não é uma favela no japão e sim uma residência universitária na cidade de Utrecht, Holanda. O projeto, de 2005, se chama “Spacebox” e foi feito pelo arquiteto Mart de Jong.
San ainda mandou o link para mais informações.
Valeu San.

Uma coisa que me ocorreu é que não tem banheiro. Como será que eles fazem?

Related Post

26 comentários em “Favela no japão?”

  1. c v q o conceito de favela la eh diferente rsrs…eh so pelo fato de ser pequeno, aqui nao, tem mta q nao tem saneamento, nao tem agua tratadae por ai vai rs…

  2. Philipe,
    As nossas favelas também são feitas em andares, nos grandes centros urbanos:

    “http://www.dw-world.de/image/0,,1714615_4,00.jpg”

    A idéia japonesa poderia ser aproveitada no Brasil. Aqui querem imitar o sistema americano de ensino a décadas, me parece que o estilo japonês de resolver questões sociais, bem mais interessante.
    Bj

  3. Já conhecia estas fotos. Gostaria de saber onde é que foram tiradas.
    O texto que aparece no fundo está escrito em chinês e não em japonês.
    O site indicado é um site chinês. Será que as fotos foram tiradas foi na China?

  4. Fala Philipe! Eun q agradeço a parceria, seu blog é excelente. Sobre o q vc comentou lá no meu post sobre o BBB7, concordo com vc em tudo, e das hipótestes q vc levantou, acredito mais que seja uma fórmula criada pela Endemol. Valeu, abração!!!

  5. philipeeeeeeeeeee
    http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=51031&tid=47634&start=1
    da uma passada nesse link rsrs…nao conheço mais da metade dessas historias aiiii!!!!

  6. Oi, Philipe

    Essa não é uma favela no Japão…é uma residência unversitária, em Utrecht, Holanda. O projeto, de 2005, se chama “Spacebox” e foi feito pelo arquiteto Mart de Jong.

    Tem um link bacana aqui:
    http://www.arcaid.captureweb.co.uk/feature.asp?JobNo=10991-

    abraços

  7. San,obrigada! Bacana sua informação, embora tenha negado o que me levou a ir atrás do assunto: favela no Japão.

    Quanto a questão dos banheiros, se observar a foto 10991-150-1, do link sugerido, perceberá um banheiro dentro da unidade. Parece que a planta do apto foi desenhada assim: um hall de entrada, que tem uma bancada de cozinha, e divide parede hidraúlica com o banheiro, que se abre na sala/quarto.

    Telma

  8. Que RIDÍCULO comparar isso a FAVELA! Tem vários blogs com isso e pessoas tapadas dizendo que tem vergonha do Brasil pq “isso sim que é favela”. Alguém em algum lugar disse que nem é no Japão e se trata de um condomínio. Podem no máximo serem casas mais populares, mas favela?!

    De que planeta as pessoas que acreditam nisso são pra ter isso como conceito de favela??!!

    Mesmo se essa pessoa estiver errada e isso aí for mesmo no Japão, ta longe de ser uma favela! Que eu saiba favela é um lugar com ausência parcial ou total de atuação do governo, sendo locais com maioria de pessoas humildes e pobres vivendo muitas vezes em condições precárias (existem favelas antigas com condições melhores e pessoas que melhoraram de vida, mas preferiram continuar lá, mas isso não é a maioria dos casos), sem sistema de esgoto, luz (muitas vezes é gato), com domínio de traficantes ou outros bandidos, muitas vezes sem calçamento, sem transporte público, ou seja, um lugar esquecido pelo governo que só é lembrado na eleição.

    Por acaso essas fotos mostram condições precárias???? Não sabia que favela era sinônimo de lugar pequeno… Meu Deus, ainda falam do povo brasileiro…

  9. ola a todos. eu recebi o mesmo email com as fotos da “favela” japonesa, e gostaria de saber o nome da musica que toca nesse email. caso alguem saiba por favor me avise.
    obrigado! :happy:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares