Falando com espíritos pelo… Skype?

Compartilhe

Esqueça as tábuas ouija. A Nova forma de falar com desencarnados pode estar muito mais perto do que você imagina!

skype Falando com espíritos pelo... Skype?

Sim, meu amigo, segundo dizem por aí, é possível falar com mortos via Skype.

A experiência se chama Cross Over Talk e envolve a transcomunicação instrumental, uma espécie de tentativa tecnológica de usar equipamentos para contactar almas que estão “do outro lado” da existência. Há quem acredite fervorosamente que isso é possível e há quem não acredite. Eu estou em cima do muro e pretendo me manter confortavelmente aqui no alto, para evitar conflitos entre minha mente racional e minha mente não racional.

Recebi a dica de um leitor que se intitula “batata” e que tem como email: “anão comedor de pão”.

Esse Crossover Talk é um negócio de Skype no qual você fala com ESPÍRITOS (supostamente). Tanto o batata quanto eu não fazemos a menor  ideia se é verdade ou não. Eu não testei, mas o batata testou e disse que   quando ele o fez em conjunto com um amigo apenas ouviu uns chiados esquisitos e concluiu que não obteve resposta nenhuma. O batata sugere que provavelmente seria melhor  falar em inglês com o \”espírito\”.

O inventor disso é Bill Chappell, designer-chefe e engenheiro da Digital Dowsing (empresa dedicada à criação de dispositivos paranormais), criador do Ovilus, iOvilus e Paranormal Puck, amplamente usados em pesquisas paranormais.
O Cross Over Talk nada mais é que um método de T.C.I. (Trasncomunicação Instrumental). Ele é gratuito e pode ser usado no computador, telefone, iPad… basta ter uma conta Skype.

Para adicioná-lo, é fácil :

1. No seu Skype, vá em \”Adicionar Contato\”

2. No campo \”Nome Skype\” digite: crossovertalk

3. Vai aparecer uma única opção. Clique em \”Adicionar\” (Se pedir o telefone, digite um número de telefone qualquer, de preferência inexistente, tipo 55555555)

4. O Contato vai aparecer pra você com um Ponto de Interrogação e com a mensagem \”Este usuário não deseja compartilhar dados pessoais com você\”. É assim mesmo que vai ficar.

5. Para tentar um contato clique no seu novo contato \”Cross Over Talk ITC\” e clique em \”Ligar\”, escolhendo a opção \”Chamar – Skype\”

6. Talvez você tente váááárias vezes sem sucesso, ele só vai chamar… Mas uma hora ele atende!

Se você quiser, mais infos, tem até um vídeo aqui:

A possibilidade de comunicações com o mundo espiritual sem a interferência direta de um médium, foi considerada por diversos inventores no começo do século XX. Até Thomas Edison chegou a dizer que estava construindo um equipamento que permitiria isso, mas posteriormente afirmou que havia dito de brincadeira. Nunca saberemos se de fato ele tentou.
O fato é que desde aquela época, o advento dos equipamentos eletrônicos de comunicação sem fios, como o telégrafo, o radio e etc estimularam os inventores a ampliar suas tentativas de um contato com o “além”. Eu li certa vez sobre este assunto que uns pesquisadores que debatiam a origem do sinal. Há quem sugira que pessoas desencarnadas conseguiram construir algum tipo de mecanismo que funciona como uma “estação transmissora” e é este sinal que é captado.

Segundo a Wikipedia, A moderna fase da TCI iniciou-se com o crítico de arte sueco Friedrich Jüergenson (1903-1987) que, em seus momentos de lazer, em sua casa de campo em Molbno, tinha o hábito de gravar o canto dos pássaros da região. Em 1959, ao escutar uma dessas gravações, deparou-se com vozes humanas entre os cantos gravados.

Ele estranhou o fato, uma vez que estivera absolutamente só ao realizar a gravação, no meio de um bosque. Ao ouvir com mais cuidado, notou que se tratava de vozes de pessoas e que podiam ser percebidas palavras em vários idiomas, o que descartava a hipótese de interferência de alguma emissora de rádio. Aprofundando-se em novas gravações, assombrou-se ao perceber que as vozes o chamavam pelo nome, por apelidos e que podiam responder a perguntas feitas no local, o que também descartava a hipótese de captação de rádio-amador ou outro tipo de transmissão à distância. Indagando de quem seriam aquelas vozes, a resposta não tardou:

“Somos os mortos…”.

A partir de então, Jüergenson aprofundou-se nas pesquisas e aperfeiçoou o método de captação da vozes. Com os resultados obtidos, lançou a obra “Sprechfunk Mit Verstorbenem” (1967, publicada em língua portuguesa em 1972 sob o título “Telefone para o Além”), tornando o assunto conhecido do grande público.
Outra referência sobre a pesquisa em TCI é o trabalho do Dr. Konstantin Raudive (1909-1974) publicada sob o título “Unhörbares Wird Hörbar” (1968), publicada em língua inglesa em 1971 sob o título “Breakthrough”. Nela relaciona diversos nomes de estações emissoras do além, como a “Stúdio Kelpe”, “Rádio Peter”, “Kegele”, “Kostule”, “Ponte Goethe”, “Vários Transmissores”, “Rádio Sigtuma”, “Arvides”, “Irvines”, entre outras (RAUDIVE, 1971:178).
Posteriormente, em 1978 o pesquisador estadunidense George Meek, através de um aparelho de sua invenção, o “Spiricom”, estabeleceu diálogo com um espírito identificado como “Dr. Muler”. Na década de 1980 muitos outros contatos foram registrados por outros pesquisadores, nomeadamente na Europa. Com o passar do tempo, a comunicação que parecia restrita a vozes evoluiu, ganhando também imagens em alguns casos.

 

Um homem de bigode:

hombre con mostacho Falando com espíritos pelo... Skype?

 

Uma mulher ou homem sem barba:

cara robotizada Falando com espíritos pelo... Skype?

 

 

 

cara demacrada Falando com espíritos pelo... Skype?

fonte

Claro que o pensamento racional e materialista nos faz questionar até que ponto isso corresponde à realidade ou não passa de um monte de devaneios sedimentados em paraciência, pareidolias, alucinações auditivas e uma desesperada necessidade de acreditar na vida após a morte. Seja como for, não deixa de ser um campo vasto para investigações que devem ser levadas à cabo com a mente aberta, mas com rigor científico, buscando a verdade acima de qualquer corroboração filosófica.

Segundo Alexandre Borges do site Além da Ciência existem explicações potenciais divergentes para o estranho fenômeno:

Duas hipóteses para mesmo fenômeno

Como o fenômeno ainda não foi provado pela ciência, a ausência de comprovação abre terreno para que existam atualmente diversas hipóteses e tentativas de explicação para o mesmo. São hipóteses que se rivalizam e são concorrentes, existindo de um lado seus proponentes e de outro seus oponentes. Certamente a mais popular dentre todas as hipóteses é a espiritual, sendo a mais aceita entre os pesquisadores e experimentadores da área.

voz espectograma Falando com espíritos pelo... Skype?

As vozes seriam originárias da própria ação psíquica do experimentador?Essa hipótese espiritual apregoa que as vozes e imagens registradas em suas aparelhagens são originárias de um ser humano que faleceu e que agora habita outra realidade ou plano de existência. Este fenômeno é denominado como Psi-Theta, ou seja, um fenômeno que envolve a manifestação de inteligências de outros planos de existência – popularmente conhecidos como “espíritos”.

Outra hipótese rival é a parapsicológica. Esta hipótese apregoa que os registros, tanto sonoros como visuais, são originários da própria ação psíquica do experimentador. Neste caso, essas vozes e imagens não vêm de um mundo espiritual, mas sim daqui da Terra mesmo, sendo provocadas por um fenômeno conhecido na parapsicologia como Psicocinese (Psi-Kapa).

Numa conceituação simples, a psicocinese seria a capacidade do ser humano em mover objetos físicos, de levitá-los ou afetá-los de alguma forma, de acordo com sua vontade e sem contato físico. Para o campo da TCI, a psicocinese seria, segundo seus defensores, a responsável pela formação de vozes e imagens que surgem nos experimentos de TCI.

21 comentários em “Falando com espíritos pelo… Skype?”

  1. Hah, eu não esperava que você iria postaria isso!

    Eu testei aqui denovo sozinho, e a “conversa” durou uns 5 minutos.
    Ele atendeu em todas as tentativas que eu tentei ligar, então comecei a fazer perguntas simples como “How are you?” “Can you tell me your name?” “Can you see me now?” acho que é tudo um monte de chiados ininteligíveis, o que “faz” com que seja um espírito falando é pura e simplesmente a interpretação de quem ouve.
    Quando fiz a última pergunta que eu escrevi ali em cima, ouvi um “yes”, mas então me caguei de medo e desliguei na hora.

    Foi estranho, pois em uma das chamadas parece que “falei” com uma criança. Perguntei o nome dela, mas falou algo que não entendi e falei o meu. Só que eu ACHO que ela falou depois “don’t leave me here”, mas obviamente eu também fiquei meio assustado e disse que tinha que ssair.

    Será que eles só respondem se for uma pessoa só sozinha? Que bizarro!

  2. 3. Vai aparecer uma única opção. Clique em \”Adicionar\” (Se pedir o telefone, digite um número de telefone qualquer, de preferência inexistente, tipo 55555555)

    NÃO digite “666”. Vai que né…

    • Esse expressão (“Vai que né…”) é muito comum aqui na região, e tem duplo sentido: pode tanto significar algo como “não custa” quanto “não sonha demais”.

      – Não vai trancar a porta?
      – Não. Aqui nã tem perigo.
      – Mas tranca mesmo assim, vai que né…

      – Hoje eu vou pegar a Fulana e virar ela do avesso!
      – Ah, vai! Vai que né…

  3. Já ouvi algumas vezes que se vc quer se comunicar com os mortos, tem de falar em esperanto, que é a língua oficial do outro lado (kvankam mi ne kredas…*). Quando eu era moleque, ficávamos eu e meu irmão de madrugada com a tv ligada, fora do ar, tentando ver (ou ouvir) alguma coisa na tela, como fazia a Carol Anne no filme “Poltergeist”. As vezes fazíamos perguntas e qualquer oscilaçãozinha na tela dava um ultra cagaço, mas nós nunca vimos (nem ouvimos)coisa nenhuma.

    *kvankam mi ne kredas = embora eu não acredite.

  4. Uma das coisas que me fez fazer o curso de eletrônica no extinto Cefet-PR foi uma feira de ciências que eu fui na minha 7a série, no longínquo ano de 1988. Em 89 eu já sabia o que queria, e para aprofundar os estudos antes de me enfiar no cefetão (que eu ouvia dizer que era bem casca grossa), no mesmo colégio que eu fiz o 1o grau tinha o (extinto?) INPP: Instituto Nacional de Pesquisas Psicobiofísicas. O colégio era o André Luiz, anexo ao Instituto Bezerra de Menezes, ou seja, uma instituição espírita.

    Nessa época tinha um primo meu que trabalhava lá, e o Wilson Picler, hoje deputado federal, era o líder e super gente boa, que sempre me deixava usar o laboratório de eletrônica para usar umas peças e fazer meus circuitinhos. Além do meu primo tinha um outro funcionário, o James (conhecido como “baiano” por motivos óbvios), que é quem contou a história.

    Certa vez tinha um dispositivo ligado lá no INPP, que infelizmente não lembro o nome agora, já perto do final da tarde, que servia justamente para captar as tais ondas psíquicas e transforma-las em áudio. O relato é que de repente o negócio começou a falar sozinho e o baiano virou em perna correndo desesperado dizendo que tinha fantasma lá. Como não presenciei a cena (infelizmente) não posso assegurar a veracidade, mas o cara era bem lúcido e não ia inventar uma história dessas (eu acho).

    Enfim, fica o relato… se eu lembrar o nome do aparelho posto de volta aqui.

    • Tem um post aqui que poderia talvez explicar o problema com uma maquina que eventualmente estivesse com problemas de arco voltaico falante:
      http://www.mundogump.com.br/plasma-radio/

  5. é pra vcs verem q fantasma tb passa perrengue… de skype pra skype é de graça… kkkkkkk…

    Acredito q isso tudo não passe de casos de pareidolia visual e auditiva…

  6. Mais uma vez, a explicação parapsicológica para este tipo de evento me parece a mais acertada. E mesmo que este tipo de gravação não tenha origem no próprio experimentador, a Terra é constantemente bombardeada/trespassada/influenciada por um sem número de raios/ondas/radiações/e o diabo a quatro para que todo tipo de aparelho venha a ser afetado de alguma forma, compreende? A cada dia mais e mais equipamentos são criados, e outros tantos aperfeiçoados. Acredito que volta e meia algum deles acaba sendo sensibilizado para algum tipo de “frequência” pouco usual, seja ela oriunda do espaço sideral ou refletida aqui da Terra mesmo.
    Neste caso do Skype aê, creio que algo muito mais simples possa gerar este resultado, como um gerador aleatório de frases e outros efeitos e tal. Isso, aliado à boa e velha pareidolia, além de uma dificuldade proposital de se obter um resultado rápido e claro culminam num bom dedo de prosa com o além.
    (Bom, o negócio é que esse lance de fantasmas e espíritos me dão o maior cagaço, então eu procuro me ater a qualquer outra explicação, por mais estapafúrdia que seja,hahaha!!)

  7. Tem um caso parecido envolvendo uma professora que eu tive.Ela me mostrou isso quando fui à casa dela, e depois de muito me sondar pra saber se eu era uma “pessoa aberta” à idéias espirituais:

    Ela tinha um filho (único) que morreu muito jovem, num acidente de carro. Depois disso a vida dela foi muito difícil, mas ela seguiu como pôde. E um dia, após fazer suas orações, ela sentou ao computador e abriu o seu email. Tinha uma mensagem de endereço desconhecido que dizia para ela não se preocupar, que ele (o filho) estava bem, etc, etc. Ela respondeu, achando que era trote, mas dias depois o proprio filho assinava a mensagem. Ela ficou indignada, achou que era brincadeira de mau gosto e tudo, mas o p´roximo email dava informações de coisas que só mãe e filho sabiam, lembrando fatos e situações.

    Segundo o “espírito”, há dispositivos capazes de fazer essa comunicação, e de fato a nossa tecnologia seria uma cópia “em ‘delay'” da deles, então rádio, email e internet era algo corriqueiro pra quem está do outro lado. Mas demandava muita energia para continuar a comunicação.

    Ela recebeu mais umas mensagens, e depois eu perdi o contato com ela.

  8. Achei esse assunto de poder se comunicar com os espíritos através do Skype muito interessante, tanto que eu fiz a primeira matéria falando do Crossover Talk (inclusive o passo a passo de como adicionar o contato ao Skype aqui nesta matéria é de minha autoria), no site http://www.assombrado.com.br e no http://www.sobrenatural.org. Só acho que seria legal colocar a fonte :/ No mais, a matéria ficou bem legal aqui também, explicando bastante coisa sobre a TCI. Abraços!

  9. Alguém está tentando isso em 2014?
    Tentei adicionar no skype conforme o explicado, porém quando procuro por crossovertalk aparecem vários contatos, como saber qual é o oficial?
    Adicionei alguns, porém em nenhum houve resultados, nem mesmo a imagem de exibição que está nas explicações de como contatar aparece.
    Bjs

  10. amei a matéria!

    Mas eu só vim a ouvir falar em crossolvertalk a poucos dias..e quando digito no skype aparecem VÁRIAS opções. Putz, devem ser vários fakes agora..Queria saber como identificar o perfil original

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.