Estrelas, estrelas, estrelas

Muito maneiro mesmo este site aqui que (guardando as devidas proporções, lógico) é uma espécie de Google Earth do cosmos.

Estrelas, estrelas, estrelas

Tipo, nesta imagem acima eu estava dando uma olhada na galáxia Andrômeda. Passe o mouse em qualquer estrelinha e obtenha informações sobre elas. Uma coisa que eu achei estranho nas estrelas é que elas tem nomes “chatos”. São nomes meio bobos que não dizem muita coisa, como TYC-285-390-1

Seria muito mais legal se estes astros tivessem nomes de pessoas famosas, vultos históricos e sei lá, até mesmo pessoas comuns. Afinal, o que mais tem é estrela aí em cima.

Bem, na verdade, ao descobrir um corpo celeste (como um planeta, cometa ou asteróide) é possível ao astrônomo sugerir-lhe um nome. Isso já ocorreu várias vezes, e nem sempre com bom senso, como no célebre caso de Urano, batizado inicialmente de “Jorge”!
Cometas e asteróides ocasionalmente recebem nomes de pessoas que os descobrem, mas estrelas não. Estrelas não ganham nomes de pessoas. (não sei porque ainda)

Bom, o fato é que na verdade as estrelas tem um nome “oficial” e podem ter um nome de fantasia.
Achei na net esta empresa que diz ser possível comprar o direito a nomear uma estrela para presentear alguém com o nome dela(e) e até existem empresas que compram constelações para presentear equipes de venda recordistas.

As estrelas são batizadas com nomes de fantasia, que jamais serão reconhecidos cientificamente. Estas estrelas com nome de pessoas ou celebridades, animais domésticos ou seja lá o que for, não irão constar nos mapas celestes nem serão mencionada pelos astrônomos, ficando restritas aos registros dessas empresa que exploram o filão da venda de estrelas. É mais que óbvio que estas empresas não vendem de fato estrelas, e sim certificados conferindo o nome escolhido a uma estrela numericamente cadastrada em varreduras espaciais. A idéia da prática veio inicialmente dos próprios astrônomos que pensaram em fazer isso como forma de angariar fundos para a manutenção de telescópios e observatórios. Deu tão certo que lá na terra do Tio Sam onde tudo vira bufunfa, alguém resolveu industrializar a coisa e essas empresas espalharam-se pelo mundo. Assim, não duvide se sua estrela com seu nome escolhido também se chamar Zé Ruela, e mais vinte outros nomes em diferentes línguas. Até aqui no Brasil já tem disso.
No final das contas, todos recebem um certificado e um mapinha celeste com a localização do astro. Porém, provavelmente você não poderá ver a “sua estrela” no céu, já que estas estrelas à venda são astros do céu profundo e não podem ser vistas a olho nu nem com algumas lunetas (magnitude acima de 8,5). Se quiser observá-las, adquira um bom telescópio e tenha fé, irmão, muita fé!
Geralmente não se pode escolher a constelação.

Possívelmente para confundir ou dar um ar mais abalizado para o “negócio”, alguns vendedores afirmam que a associação do seu nome a uma estrela fica “oficialmente registrada” na Biblioteca do Congresso ou no Escritório de Patentes dos Estados Unidos, por exemplo. Só que isso não quer dizer nada. Bibliotecas catalogam livros. Escreva um qualquer e envie pra eles e eles catalogarão. Além do mais,  escritórios de patentes não registram astros e sim idéias de inventos. Congresso ou Escritório de Patentes de país nenhum tem autoridade para dar nomes as estrelas.
Então, é importante que fique claro que dar uma estrela a alguém é um presente meramente simbólico, e que o único órgão responsável pela nomenclatura dos corpos celestes é a União Astronômica Internacional, e suas decisões são tomadas seguindo critérios históricos.

Fonte

8 comentários em “Estrelas, estrelas, estrelas”

  1. Isso me fez lembrar de um episódio de um desenho que meu filho adora (Fofópolis ) Neste episódio tem uma vaquinha (Vick) que adora observar as estrelas e dar a elas os nomes mais estranhos tipo “cachorro cosquinha ding dong” :B

    Responder
  2. [quote comment="58980"]Ei, de qual estrela veio o Grey ? Não, o Wilson Grey, mas o ET ali do “Relato de um MIB” ?[/quote]

    Hehehe. Não sei. Aliás, não sei nem se o Juca é um gray.

    Responder
  3. Mor podrinho esse site brazuca ai.. tipo no filme “Um amor pra recordar” o cara ganha uns negocio legal ao comprar a estrela pra minina. tipo, umas pulsera com estrela e talz. E por R$79,90 devia vir um “algo a mais” ne não ??

    Se alguém ai tiver um site + bacana, manda ai!

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares