4 Comentários

  1. carla

    mto interessante o assunto. gosto desses temas, mas o que mais me tira o sono, com certeza é o tema extraterreste. lembro com clareza de ter perdido o sono umas 3 noites depois de ler sua matéria sobre os alpinistas (inclusive essa imagem da capa do livro é uma fotografia real do caso dyatlov, não?). me causa um pavor, uma sensação real de estar sendo observada. passei a última semana assistindo casos de relatos diversos entre aparições, lobisomens e ufos no youtube. o que me gelou a espinha é de um cara no rio grande que mora em uma fazenda mais retirada por trabalhar com genética bovina (olha só…) relatou luzes ao redor da casa, barulhos na cozinha, alarme da casa desarmado com senha por ninguém, o filho dele de 10 anos aparecendo em cima de uma arvore as 6 da manhã sem saber como foi parar lá… até que presenciaram a criatura dentro de casa, vasculhando, procurando alguma coisa.
    pode ser fanfic, obvio. e das boas, pq eu me arrepio só de lembrar da história toda. masd como vc mesmo diz… e se?

    Responder
  2. Carlos Eduardo Lessa de Farias

    Li sobre esse caso há muitos anos atrás e nunca me esqueci. De vez em quando procurava por ele na internet, mas nada de achar. Valeu pelo texto, já encomendei o meu exemplar!

    Responder
  3. Ivan

    Esse caso não sai da minha cabeça… queria mais informações… explicação lógica seria a mulher do cara ter feito isso… mas por que? Algum doido entrou pulo muro da casa entrou lá recortou a véia e pulo muro de volta em 40 minutos?

    Questão de não ter caído sangue talvez seja mais fácil de explicar dado que o coração tá parado… mas mesmo assim ainda é complicado fazer algo tão “perfeito” e tão rápido… tenso.

    Responder
  4. Guilherme

    Mutilações em seres humanos são muito mais comuns do que você pensa…

    Existe uma divisão, ultrassecreta, da Otan só especializada em encobrir e investigar esses casos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.