Esculturas do Dr. Louison e o Autômato

A fabricação de esculturas e miniaturas é uma das coisas que eu mais gosto de fazer profissionalmente.

Eu já não lembro mais se postei aqui ou não sobre as esculturas que produzi para o escritor Eneias Tavares, do Brasiliana Steampunk. O Enéias escreve na temática (sensacional) Steampunk, e o Doutor Louison é um dos mais interessantes personagens que meu amigo Enéias já criou. Nesse post falarei sbre meu trabalho criando e desenvolvendo do começo ao fim duas esculturas especiais do Brasiliana Steampunk. Um é o Doutor Louison, e o outro um sensacional autômato, apelidado de Tr0lh0.

  O Doutor

A escultura do Dr. Louison começou como sempre faço, com uma base de madeira e uma estrutura de arame de aluminio para o esqueleto. Sobre ela usei super Sculpey e fui esculpindo. O Eneias havia me pedido que ele tivesse um monóculo steampunk todo cheio de capacidades. Para facilitar a visualização, eu usei três cores de polyclay, que é aquela massa que parece massinha mas que vira plastico duro quando levada ao forno, que eu uso sempre nas minhas outras esculturas. 

Depois de algumas horas de trabalho, o arame começava a dar lugar ao personagem em três dimensões. Mas ainda estava longe de acabar.

dr3

Faltavam acabamentos de tecido, ajustes finos dos detalhes, assar e lixar a peça para ficar mais lisa em certas partes. A base eu criei num torno, e usando massa de escultura decorei por cima, porque eu queria que a base fosse tão detalhada quanto o personagem.

O processo de trabalho no Doutor levou alguns dias, mas o resultado me agradou. Quando eu achei que estava legal, e o Enéias Tavares já tinha aprovado, iniciei a fase de replicação da peça. Ela foi transformada num master, que é a primeira peça que dá origem a uma série. Dá um trabalho danado fazer um molde, porque é necessário produtos químicos, conhecimentos de formas e do processo e também bomba e câmara de vácuo para degaseificação, evitando bolhas na peça.

Após o molde, eu tinha dois blocos de borracha que me permitiriam copiar o Dr Louison e todos seus detalhes para a fabricação em série, em resina.

Uma vez que eu fabriquei uma série limitada de 30 peças, eu pintei manualmente as trinta peças  do Doutor.  O passo seguinte foi tirar algumas fotos para mostrar o personagem do livro no mundo real.

dr3final_low

dr7final_low


Dr8final_low

Dr9final_low dr6final_low dr4final_low
dr2final_low

 

O Doutor foi um trabalho bem bacana de fazer e as pessoas que compraram vibraram com a peça, o que me deixou muito feliz. Mas o trabalho não terminaria aí!

Dr1final_low

A Embalagem

Para que essa edição limitada de personagens steampunks fossem realmente inesquecíveis eu me preocupei em fabricar também uma embalagem que fosse bacana e prática, servindo para guardar coisas. Hoje em dia as embalagens de papelão pintado e montado tem alto custo e vão todas para o lixo.  Assim, fabriquei caixas de MDF exclusivas, que pintei de preto fosco. Na tampa da caixa, coloquei o medalhão do Brasiliana Setampunk gravado a laser pelo meu amigão Tiago Chamuinho na empresa dele. O medalhão eu pintei de ouro e envelheci com betume. Pode até ser que eu esteja exagerando por ser “o pai da criança”, mas acho que é a caixa mais legal que eu já vi de uma escultura de resina. Se liga:

caixasespeciais

O Autômato

De longe uma das peças que mais me deu trabalho de fazer em toda a vida, o autômato dos livros do Enéias precisava ser ao mesmo tempo um personagem que evocasse uma simpatia imediata, sem esconder algum aspecto sinistro. A história do autômato estará detalhada no segundo livro da saga premiada do Enéias, que já está no forno.  Eu não pretendo dar spoiler sobre o personagem, pode ficar tranquilo! O robô por ser mecânico, dá muito mais trabalho, já que a escultura em massa é sempre muito orgânica. Eu queria que o robô fosse suficientemente inorgânico para mostrar que era um robô, mas ao mesmo tempo, suficientemente assimétrico para mostrar que já havia passado por “poucas e boas” nesse mundo. Oxidações, amassados e acabamentos rocoó se confundem em sua estrutura com engrenagens, amortecedores de latão, parafusos e cabos aparentes. O problema é que isso é legal de fazer e ver, mas para tirar o molde, meu amigo…. QUE INFERNO!

Aqui vão algumas fotos do busto do Autômato. Algumas tem cara até de cena de filme. Saca só:

automato5final_low

automatoefeitos1_low

A fumaça dá um clima nas minhas fotos, né?

automato7final_low

automato4final_low automato6final_low

automato3final_low
automato1final_low

Não sei se você notou que tanto o doutor quanto o autômato possuem um mesmo pedestal, sendo que no doutor ela é toda decorada e no autômato ela é lisa na cor de ferro. A ideia aqui é justamente dar um contraste com o detalhamento do personagem, ao mesmo tempo em que as duas peças passam a formar um belo conjunto na mesa. Talvez por isso muita gente esteja comprando os dois juntos. O Robô também vai na caixa especial com o medalhão.

Deu um trabalhão danado mas acho que ficou legal. Pena ser uma série limitada (porque são todos pintados à mão, artesanalmente por este que vos fala!)

É bem legal poder “fazer” coisas virarem realidade.

Se você curtiu e gostaria de ter um dos dois (ou ambos) na sua estante, aproveite então essa oportunidade que só vai durar enquanto eu os tiver em estoque (tá acabando rápido!) e não sei quando terei disponibilidade de ficar dias e dias pintando milhares de detalhezinhos com lupa.

Se quiser comprar direto comigo, aproveita logo! Doutor ou Robô (pintados, numerados com certificado de autenticidade e caixa de madeira com medalhão): R$ 150,00

Para comprar o Doutor R$ 150:

dr2final_low



Para comprar o Autômato R$ 150:

automato7final_low



Para comprar os dois juntos (promoção) R$ 240,00

 

robomaisdoutor



Este não é um produto feito na china ou fabricado em massa. São obras de arte HAND MADE!

Related Post

11 comentários em “Esculturas do Dr. Louison e o Autômato”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares