Dumb Happens

Sharing is caring!

Dumb Happens
Todo publicitário antenado que se preze, sabe o que é marketing viral. O problema é que nem todo usuário da internet acompanha essas modas sabendo que são coisas feitas para uma pessoa contaminar a outra.
No geral, o marketing viral sempre funciona criando uma coisa suficientemente interessante para que você ache tão legal que queira mostrar para todos os seus amigos. E assim a coisa se espalha bem mais rápido do que poderia se espalhar usando as mídias tradicionais de rádio, jornais e Tv.

Quando eu era pequeno e minha família ia para algum sítio com piscina, eu gostava de exercitar minha veia artística imitando que estava me afogando. Se algum adulto parasse a conversa para prestar atenção, eu me dava por satisfeito. Mas não foram raras as vezes em que levei uma bronca clássica da minha mãe ouvindo aquela história sobre o “filho de uma amiga da minha mãe” que sempre fingia que estava se afogando. Um dia ele realmente estava se afogando e todo mundo pensou que era uma brincadeira e ele morreu. Como toda parábola educativa, aquela história tinha um fundamento claro, uma moral, que dizia: “Com coisa séria não se brinca. “
Nem todas as crianças tem oportunidade de ouvir de sua mãe sobre o filho brincalhão de sua “amiga”. Esses caras crescem e podem se tornar publicitários.
E alguém pode apracer na agência dele em busca de uma idéia para lançar um novo produto, seja ele uma toalha, um tênis, um caderno ou mesmo: um carro.

Foi o que aconteceu com a idéia sequelada que gerou o post anterior aqui no Mundo Gump.
Um publicitário daqueles “antenados” com a última moda, resolveu usar como estratégia de lançamento de uma campanha do carro da Citroen, uma notícia completamente falsa sobre a aproximação de um meteoro gigante de 500km de extensão que iria colidir com o planeta Terra.
Para tal ele criou uma página meio mal feita, com cara de página de associação de astronomia, colocou um texto de cunho jornalístico sobre a catástrofe iminente e anexou um gráfico incompreensível, o que aumentou muito o realismo, afinal, astrônomos adoram gráficos incompreensíveis.

Através desta página falsa eles geraram o fatóide, onde apenas o suposto asteróide de nome Pallas e sua aproximação com o planeta Terra era citado. Veja mais no post aqui em baixo. Não havia nenhuma menção ao carro ou lançamento do mesmo pela Citroen.
A tal “notícia”, que chocou diversas pessoas, foi divulgada como um alerta em vários portais considerados “respeitáveis”, como o UOL sem que houvesse nenhum indício de que era publicidade. Pesquisando na internet sobre o nome do asteróide, a primeira coisa que se descobre é que esse asteróide existe mesmo. O que levanta sérias questões morais na atitude do grupo de criação envolvido nesta campanha.
Embora eles acreditem que na internet e nas campanhas em busca de uma fração de atenção dos internautas vale tudo, eles podem ter se estrepado bonito.
Ao usar uma publicidade como notícia falsa, conhecido como “hoax”, a agência “Banco de Eventos” incorreu em vários erros, de diferentes graus.

O primeiro é iludir seus potenciais clientes. Poucas pessoas no mundo sentem-se confortáveis em serem feitas de idiota. Ser idiota não é legal, a menos que você seja Debi ou Lóide, ou ainda Forrest Gump (ou os dois).
O segundo é que ao associarem uma marca tradicional e séria como a Citroen com um anúncio com cara, cheiro e gosto de hoax, eles nivelam por baixo a marca, que ao meu ver sai dessa chamuscada.
O terceiro é que ao se utilizar de fontes de notícia para veicular uma campanha travestida de notícia falsa, eles expuseram os meios de comunicação e aos blogs ao pior que poderia acontecer: O descrédito.
Quando a minha mãe me ensinou a nunca fingir que estava me afogando sem realmente estar, ela estava protegendo o meu crédito. Ao noticiar um fato falso como real, todos os que divulgaram ficaram sob uma mira implacável. A do descrédito. Para um meio de comunicação que vive disso, ou lucra com isso, este fato é algo bem mais pesado que um mero truque viral de marketing, como quer fazer parecer Fabio Brandão, o diretor de marketing promocional do Banco de Eventos.
Segundo notícia que o próprio Uol divulgou, o tal hoax-cagada da Banco de Eventos fere três artigos claros do Conar ( Conselho Nacional de Auto-Regulamentação publicitária)

O principal é o artigo 27, segundo o qual, “o anúncio não deverá conter informação de texto ou apresentação visual que direta ou indiretamente, por implicação, omissão, exagero ou ambigüidade, leve o consumidor a engano”.

Segundo outro artigo, o 23, os “anúncios devem ser realizados de forma a não abusar da confiança do consumidor, não explorar sua falta de experiência ou de conhecimento e não se beneficiar de sua credulidade”.

Por fim, o artigo 28 determina que “o anúncio deve ser claramente distinguido como tal, seja qual for a sua forma ou meio de veiculação”.

Como eu fiquei sabendo desta história?
Eu tinha acabado de chegar do laboratório de supercondutores na UFRJ onde fui acompanhar o encontro dos pesquisadores brasileiros do trem de levitação magnética com o pessoal do BNDEs, quando abro meus emails e vejo um email dos meus leitores, o Cesar com apenas o link para a tal página falsa, perguntando se eu tinha mais informações a respeito.
Ele foi um dos internautas confundido com a campanha-hoax-cagada do Pallas.
O meu trabalho devia ser o quê? Entrar na internet e investigar o fato para levar ao Mundo Gump a verdade dos fatos. Entrei na internet para efetuar este trabalho, mas estando no Instituto Nacional de Tecnologia, que tem um sistema de internet tão bom que só bloqueia as coisas interessantes, como meu blog, os sites universitários e tudo mais que fosse .org, além de comer uma série de elementos da página substituindo-os por belas imagens laranjas com o logo da instituição e uma frase de erro incompreensível, acabei dando de cara com uma sucessão de páginas de astronomia sobre o Pallas, mas que geravam um aviso de página bloqueada pelo servidor.
Vendo que o Pallas realmente era gigante, realmente existia, acreditei parcialmente na notícia.
Eu estava achando que no final das contas, tudo não iria passar de um engano, mas tenho que assumir que eu acreditei que a página fajuta fosse real.
Então, mais do que depressa eu catei o que tinha mais a mão que era o real e interessantíssimo calculador de desgraça com meteoros lá do laboratório de astronomia americano e aproveitei a deixa para lançar um post bombástico, com um claro toque de humor.
Fosse a notícia uma desgraça real ou erro de cálculo, percebendo que este assunto poderia virar a “bola da vez”, não perdi tempo de colocar um título chamativo para aumentar a visita e conseqüentemente os ganhos com a publicidade do AdSense (essas coisinhas verdinhas com links aí em cima. O Google me paga por cada clique nelas)

Mas é chato saber que existem publicitários que não tendo idéias inteligentes o suficiente para fazer um viral que se espalhe pela criatividade e humor, apelam para o medo.

Infelizmente, nem todo publicitário tem uma mãe como a minha.

Ufos,mistérios,curiosidades e muito mais
Luminária Ufo

14 comentários em “Dumb Happens”

  1. mas bem que essa noticia podia causar uma comoção geral, e fazer c que algumas mulheres, com medo de morrerem virgens, viesse até minha casa….

    ia ser interessante ver as pessoas saqueando, e o caos tomando conta das ruas….. MUUUUUUUUUHAHAHAHAHAH!!!!

    brincadeiras a parte, esses marketeiros q apelam p o burro e medroso das pessoas mereciam umas cintadas…. todo marketeiro deveria ser que nem os caras que fazem os cormerciais do desodorante AXE…. pura criatividade e humor…

    Responder
  2. chega a dar pena dessas amebas…
    como os publicitarios de hoje em dia nao têm criatividade neh!?
    eu queria ver mais propagandas como aquela da globo news, q falava, “se o ser humano soubesse tudo antes, ele sofreria menos…” e etc…
    akilo q eh propaganda…

    Responder
  3. Pra mim o erro foi criar a página falsa. Se eles colocassem nela, ao final do texto algo como veja a foto do Pallas, com o link para uma bela foto do carro. Tava safo. Agora, qual o sentido de dizer que o Pallas é um meteoro de 500kmX500km? Causar pânico.

    Responder
  4. Ou aquelas do Jonny walker, onde pessoas nadam como golfinhos até que um repentinamente evolui, e sai andando. A propaganda nem fala nada além de “keep walking”

    Responder
  5. alguem ai chegou a ver uma propaganda da AXE que só passou pela net; era tipo um video de uma modelo fazendo strip p um agente de modelos…. tipo um “teste do sofá” huahauahuah!!!! ela deixa o telefone, a propaganda era tão bem bolada, que quando vc ligava p o numero q ela dá no video, vc ouvia a voz da moça discutindo c outra pessoa…. muito boa essa…

    http://www.youtube.com/watch?v=uWsGBhnLQ6c

    o video ai. isso sim é imaginação.

    Responder
  6. Po que pena, eu já achava que como o mundo ia acabar, quem sabe os ETS que dizem estarem por aí finalmente resolveriam dar as caras… mas não.
    Faze o q né

    Responder
  7. Depois que eu vi o cara lá de Brasilia comprando briga com uma empresa na internet que queria acabar com a Amazonia, e tudo não passava de uma campanha (a empresa, não o cara de Brasilia!!!) da Antartica… não duvido de mais nada…
    É bem capaz do meteoro cair mesmo e a gente ainda estar eperando pra ver o carro novo!!!

    Responder
  8. Ahn nao vou deixar escapar o tópico.. tava pensando como todo insano publicitário numa suposta idéia de um a frase simples pra curso de inglês: ‘O próximo controlador de vôo pode ser você’.

    Responder
  9. Falando como publicitário…. Foi uma CAGADA! hahahahaha
    um viral desse… maluco.. eu não ia repassar pra ngm…

    E cara, tava lendo suas histórias ali… nunca ri tanto! hauhahuahuauha

    abraço!

    Responder
  10. eu já senti na pele essa
    de fingir se afogar e depois
    engolir um bocado de agua
    porque ninguem presta atenção…

    e a propaganda do pallas eu
    cheguei a ver na uol, mas
    uns 10 minutos depois ela havia
    sido retirada, imaginei todas
    as coisas que eu ainda não tinha
    feito e me senti aliviada depois
    por saber que a noticia era falsa!

    Responder
  11. eu como publicitário, não colocaria a culpa duma campanha infeliz dessa , só na agencia, mais tb no cliente, que com certeza antes de colocar no ar, deve ter passado na mão de muita gente da citroen para aprova-la, então boa parte da responsabilidade dessa forma medrioce de publicidade deve-se em boa parte aos cliente, que tb não sabem escolher um bom profissional.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dumb Happens

Apoie este projeto

Criar este website não é uma tarefa fácil. Mais de 5000 artigos, mais de 100.000 comentários e conteúdo próprio, demandam muito trabalho. Saiba como você pode ajudar a manter o Mundo Gump cada vez melhor e evitar que ESTE SITE ACABE
Ajuda aí?
MUNDO GUMP – © 2006 – 2020 – Todos os direitos reservados.