Dim clay convida para o Workshop de escultura com Alex Oliver

Antes de começar, eu preciso dizer que isso não é uma propaganda, ao mesmo tempo em que é. Eu não ganhei nem um tostão para escrever sobre este evento, e estou dando esta dica porque como escultor, eu acho ela imperdível.
Lembra daquele post que eu fiz com dez dos mais cabuloso escultores para os quais eu tiro meu chapéu? (se não viu ainda, clique aqui e veja com um babador). Entre grandes nomes da escultura mundial, está um brasileiro, que é indiscutivelmente um grande mestre da arte de pegar uma massa amorfa e transformar numa coisa de estupeficar qualquer um. Seu nome: Alex Oliver.

4554702011-09-01_innovation_alex_oliver

Ficaria até chato se eu começasse a enumerar o tanto de lugar onde o Alex trabalhou e o monte de artes absolutamente sensacionais que esse cara sabe fazer. O Alex é um profundo conhecedor de anatomia e depois de muitos anos de trabalho esculpindo toda forma humana que você puder imaginar, ele consolidou um significativo volume de dicas e macetes, truques e técnicas, algumas tão antigas que remontam ao Renascimento. Outras, como certas regras de proporção humana, tem suas origens na Grécia, e provém de muito antes do início de nosso calendário cristão. O Alex é um cara muito maneiro e sempre disposto a ajudar os amigos e também desconhecidos.

O Alex Oliver costuma dar uns workshops bastante disputados. Em parte eles lotam, porque o cara é muito reconhecido, o que cientificamente chamamos de “fodão”, mas não é só por isso. O Alex trabalha muito, e com isso, está sempre com pouco tempo, ele vive correndo. Isso significa que uma oportunidade de estar frente à frente com ele, não ocorre todo dia.

Felizmente, a DimClay, do meu amigão Eduardo Cinta resolveu inaugurar uma série de workshops com referências brasileiras nas artes escultóricas, (Os brasileiros que tinham boa fama no mercado de computação gráfica, estão também chamado muita atenção no mercado internacional de esculturas, concept art e etc. Não é por acaso que muitos desses caras que começaram “brincando de massinha” hoje trabalham nos mais incríveis centros de arte do planeta, criando criaturas, monstros, e personagens inesquecíveis para filmes, games e até museus). A parte boa disso é que quase todo mundo se conhece, e graças a isso rola uns networkings bem interessantes nesses eventos.

455470samples

Mas como eu ia dizendo, o Edu da Dimclay que fabrica e vende aquelas massas de escultura (oil clay, plastilina, polyclay, ceras e etc), e ainda revende uns silicones fenomenais, vai começar a fazer diversos encontros com essas feras, para não só ensinar, como falar bastante sobre os processos de trabalho lá fora, mostrar casos específicos e tal. Achei a ideia do Edu bem interessante, porque se pararmos para pensar, é lógico que ele vai se dar bem. Afinal, o povo esculpe com que? Com material de escultura que ele vende, e que por sinal é bem legal mesmo. Sou do tempo que só havia o durepoxi, e porra, como sonhei em um dia aparecer uma firma tipo a Dimclay no Brasil, meu.

Tiro meu chapéu porque o Edu mostra que tem visão de mercado, já que ele vai além de só fornecer material. O cara tem investido muito em fomentar a troca de informações, em ouvir as demandas dos escultores, e construir assim uma espécie de sociedade informal desses escultores, sem rótulos, sem babaquices como regras, estatutos e etc. Divulgamos os recasters ( o câncer da profissão) entre nós e dicas de materiais, e também trabalhos. Eu mesmo já cansei de repassar trabalhos para outros amigos do forum de escultores do Edu, quando estou cheio de trampo. Assim, essa ideia é fazer com que os expoentes da arte possam trocar informações com quem quer entrar nesse nicho, para formarmos uma inteligência coletiva e evitar cair nas cascas de banana da profissão (quem mexe com arte e design vai saber do que eu estou falando).

Sabemos que no mundo de hoje, pesa e pesará cada vez mais a qualificação. O universo profissional é um universo onde o network vai ser cada vez mais valorizado, o conhecimento vai ser cada vez mais disseminado, e o mercado vai precisar de gente cada vez mais preparada…
Bom, desculpa aí eu ficar mudando de assunto, estou meio disperso hoje. Voltando ao Workshop do Alex, serão 40 horas de aula, (prática). O lance vai rolar lá mesmo na fábrica da Dimclay, de 6 a 10 de julho de 2015, e será focado em anatomia humana e bustos.
O Edu me disse que é para a galera chegar 40 minutos antes, pois haverá um café da manhã de abertura. As massas, base e solventes usados no curso serão fornecidos pela Dimclay, mas você deve levar seu próprio jogo de estecas, porque geralmente quem esculpe já tem. Mas quem não tem pode comprar lá também.
O investimento do workshop (porque nem relógio trabalha de graça) de oito horas por dia com o Alex Oliver, é de 1200,00. E parece que o sistema de matrícula é feito direto com o Edu.
EDITADO: Perdão, o sistema de matrícula é feito lá na loja online da Dimclay, e portanto, eu suponho que você possa dividir no cartão.
Foi de lá da loja que eu peguei os dados abaixo:

PROPOSTA DO WORKSHOP

Durante os cinco dias práticos de workshop, todos os tópicos da estrutura à finalização, serão cobertos. Iniciando com a estrutura básica que será recoberta com massa para dar forma a uma cabeça humana, todos os elementos que constroem a cabeça serão vistos. Com um amplo detalhamento da estrutura óssea e muscular da cabeça, toda a base da escultura clássica será transmitida nos dois primeiros dias, seguido após por uma completa orientação de como dar vida e realismo à escultura. Tópicos como olhos, nariz, boca, detalhamento da pele, incluindo como esculpir poros, rugas serão vistos nos últimos 3 dias. Ao final do workshop cada participante terá para si próprio uma escultura da cabeça humana na escala 1/2. O workshop tem como finalidade uma completa visão de todo o processo de escultura, dando ao participante uma total orientação de como utilizar as mesmas técnicas em qualquer projeto futuro.

TÓPICOS DO WORKSHOP:

-Introdução à escultura; -Blocagem inicial; -Construção de planos da cabeça; -Construção da estrutura óssea; -Blocagem inicial da musculatura; -Blocagem dos olhos, nariz, boca e orelhas; -Dando vida a escultura; -Detalhamento: rugas, poros; -Técnicas de finalização; -Finalizando a escultura.

Se você estiver pensando sobre onde ficar, tem uma lista de hotéis.

Lista de Hotéis

COMFORT HOTEL E SUITES OSASCO RUA ALICE MANHOLER PITERI, 131 OSASCO SP CEP 06018-160 PHONE 11 3651-9533

HOTEL VOLLARE AV. SANTO ANTONIO, 57 OSASCO SP CEP 06086-075 PHONE 11 2818-5300

BEST WESTERN OSASCO AV DIONISIA ALVES BARRETO, 500 OSASCO SP CEP 06086-040 PHONE 112109-4000

GO INN JAGUARE AV. JAGUARE 1664 SAO PAULO SP CEP 05346-000 PHONE 11 37162-656

Este dois, abaixo, são bem simples. (opção + econômica)

David Plaza Hotel Endereço: R. Pedro Viel, 67 Centro, Osasco – SP CEP 06010-050 Telefone: 11 3685-0244

San José Palace Hotel Endereço: Rua Doutor Mariano Jatati Marcondes Ferraz, 215 Centro, Osasco – SP CEP 06097-010 Telefone: 11 3232-5666

Taxista indicado caso alguém precise, é conhecido 11 96865-4519 (Roberto)

A parada vai rolar na Av. Corifeu de Azevedo Marques 5996, Vila Lageado – Zona Oeste de SP.

 

Related Post

5 comentários em “Dim clay convida para o Workshop de escultura com Alex Oliver”

  1. Sempre quis aprender a esculpir. Também gostaria de aprender a construir veículos em escala 1:24 ou 1:36, mas de modo que fique parecendo esses kits revel.

  2. Como eu queria estar de férias para poder ir nesse curso. Todas as coisas lindas e bizarras que passam por minha mente, canalizar e por meus braços e mãos poder materializar o desejo, dar vida ao abstrato. Mas como o tempo anda implacável comigo o jeito é esperar mais. Está no caminho certo Mestre Gump, tudo que gostamos e fazemos com amor dá certo. Pode parecer que no começo as evidências declinem para a frustração mas depois o resultado até mesmo por conseqüência o financeiro é animador. O Mestre é filho do planeta Juiz de Fora ou Três Rios?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares