21 Comentários

  1. Gabriel

    Philipe,

    Essa foto, sabe a história dela? pare que o homem e a mulher e os bebes foram agredidos

    Responder
  2. Daniel Bart Pinheiro

    Philipe, já te falei que esse é o seu conto mais assustador até o momento né? Caraca, e pra deixar todo mundo de cabelo em pé, com insônia e embaixo do cobertor. Aí a pessoa aqui é doida e coloca Black Sabbath do Black Sabbath pra tocar. Excelente conto, ansioso pela parte 7.

    Responder
  3. Glauber

    Acho q essa mão é do Carlão,
    Acho que nesse album vai ter uma foto da menina
    Acho que esse album passou por algum ritual e deveria ter sido queimado para livrar a maldicão, por isso os sinais chamuscados

    Mto bom o conto Philipe, aguardando a parte 7!

    Responder
  4. Rogério Calsavara

    Muito boa a história. Realmente fascinante! Mas o que me impressiona muito mais é pensar que você não sabe como vai ser a continuação da história e o seu final. Isso de criar à medida em que escreve me deixa realmente impressionado da sua capacidade.

    Quero aproveitar aqui para deixar o meu pedido. Continue a história do zumbi. De longe é a melhor de todas que eu li no mundo Gump. Simplesmente fenomenal! Só não compro o livro porque estou desempregado e em uma situação complicada atualmente, mas assim que melhorar o livro Zumbi está na minha lista de desejos. Aliás, depois de escrever isso fui dar uma olhada no livro para saber o preço e não achei. Não está mais disponível?

    Responder

    1. Hehehe valeu. Eu despubliquei o zumbi temporariamente, porque descobri que um defeito do programa indesign fez uma confusão e misturou paginas. Até hoje não conseui tempo de resolver. Um amigo meu leu o livro e achou os problemas, para que eu recrie ele todo novamente, a merda é que ele não ta conseguindo exportar o arquivo com as marcações pra me passar.

      Responder
  5. John Doe

    Tá ficando cada vez mais difícil chegar num final, amarrar todas as pontas, né cumpadre? Vamos ver no que dá….

    Responder
    1. John Doe

      Dario, acessei o link que você postou e achei mais um tema interessante, que creio que daria um ótimo post “gump”:
      Teoria dos Apocalipses, é uma das teorias mais intrigantes – embora sem qualquer evidência concreta – baseada na Teoria das Revoluções ou Catastrofismo que diz que a Terra já teria passado por mais de quatro apocalipses. Para ser mais claro, cada apocalipse significa que uma ou mais civilizações dominantes são extintas, ou seja, nós, humanos, seriamos a oitava raça a dominar o planeta (sendo que em algumas Eras anteriores a nossa, mais de uma civilização dominante habitou o planeta).

      Para você entender melhor, vamos começar do princípio: a Terra já é uma senhora, uma idosa com seus 4,54 bilhões de anos. Nós, seres humanos modernos, aparecemos apenas recentemente, cerca de 150 mil anos atrás. Em escala, nós seriamos novatos nesse querido planetinha. Estamos há pouco tempo aqui e não sabemos tudo sobre a nossa casa.

      Entre esses mistérios que ainda permanecem obscuros, está as construções maias e sumérias, que não foram construídos pelos maias e nem pelos sumérios (ou ainda, como as primeiras civilizações NOK’s eram tão evoluídas e depois regrediram). Boa parte das estruturas já estavam ali quando esses povos chegaram e nós imaginamos que tenha sido uma civilização desconhecida por nós que construiu o lar desses povos. Entretanto, não é isso que a Teoria dos Apocalipses diz: nós seriamos a oitava raça dominante do planeta e antes de nós, outras civilizações já teriam habitado a Terra. As ultimas, anterior a nossa, teriam sido extintas 10. 000 anos atrás, junto com o continente que habitavam, Mu, Lemúria, Atlântida e Thule (existe muita discussão por parte das interpretações dos estudiosos sobre o tema, pois alguns dizem, por exemplo, que Mu e Lemúria, são o mesmo continente, outros já falam que Atlântida e Lemúria são os mesmos, mas a maioria adota a ideia que todos são continentes distintos).

      Pouco se sabe sobre esses continentes e as raças que habitavam nele. Acredita-se que Lemúria e Atlântida teriam sido mais tecnologicamente avançadas que Mu e que seus habitantes, os responsáveis pela criação do homem moderno, ou seja, um dos dois era o que conhecemos como “Jardim do Eden”. Thule, por sua vez, não era tão evoluída na consciência (enquanto os dois povos – lemurianos e atlantes – eram pacíficos, os habitantes de Thule provocavam a guerra sempre que podiam. Thule nunca ficava no mesmo lugar, ela era como um continente móvel, por isso os antigos acreditavam que ficava presa nas costas do lendário peixe Jaconius.

      James Churchward, um dos maiores estudiosos do assunto, fala que esses continentes sucumbiram devido ao evento cataclísmico, que envolveu um dilúvio e erupções vulcânicas ao mesmo tempo! Ninguém entre nós sabe o que veio antes deles, mas eles pareciam saber, pois dos textos sânscritos que foram traduzidos, os supostos lemurianos se referiam à eles mesmos como raça dominante da Terceira Era, tomando essa zona para si depois que o antigo povo da Terra foi extinto (ou seja, eles não foram os primeiros a habitar nosso planeta).

      Alguns dos maiores líderes que existiram acreditavam piamente na existência desses continentes. Talvez, o mais fanático deles teria sido Hitler, que caçou vestígios do ocultismo até os confins da Terra para descobrir fatos desses continentes, entre os quais, aquele que ele dava maior importância era Thule e talvez ele tenha obtido sucesso (mudando um pouco a linha temporal, digamos).

      A fonte é o próprio link acima. |Philipe, fica a dica para um possível futuro post.

      Abraços.

      Responder
      1. John Doe

        Mas… e sobre as “teorias do apocalipse” e um possível futuro post?

        Responder

        1. É sim. Teorias do apocalipse são bem legais! O pior é que confrontadas com certas descobertas que não podem ser encaixadas em nenhum período histórico lógico da humanidade elas parecem fazer sentido. Tem um post aqui em que eu abordo esses achados. Um deles é um vaso de prata decorado com padrões incomuns encontrado por mineradores de uma mina de carvão mineral. A camada onde o vaso foi encontrada foi datada como pertencente ao pré cambriano. Como isso é possível se nem mesmo os ancestrais dos macacos existiam? Louco isso.

          Responder
      2. Aline Carneiro

        As crianças de olhos pretos aparecem naquele filme “o grito”. Na verdade, eu acho que isso vem de um filme dos anos 50 – meu marido adora filme velho e tem um em que morre todo mundo na cidade e ficam as crianças – e todas com esses olhos pretos. Francamente, eu acho que é uma dessas lendas que misturam referências e não tem o mínimo fundamento na realidade. Mas se eu ouvir vozinha de criança do lado de fora do meu apartamento eu não vou abrir a porta mesmo depois desse conto.

        Responder
  6. Dhiego

    Sou um leitor assíduo dos seus contos e novamente estou adorando a história. Desconfio que por tratar de um tema sobrenatural, um certo “caçador” já conhecido dos seus contos eventualmente vai dar o ar da graça. Continue, pois o conto está realmente cativante. Abraços!

    Responder

  7. Confesso que respirei fundo conforme a Regina ia descendo a escada e procurando a lanterna. É o mesmo cagaço que eu tenho quando algum caboclo inventa de andar no escuro em filme de zumbi ou fantasma. O___O #tenso

    .faso

    Responder
  8. Aline Carneiro

    Eu vi ontem de noite que você tinha publicado a continuação, mas só li hoje de manhã, porque obviamente eu sou cagona. Fiz bem, só de ver a foto da família morta já dá medo. E tu tem sempre que acabar com um treco de gelar os ossos, sangue debaixo da porta, não sangrenta no pescoço. PQP, que medo!

    Responder
  9. BEZALEL

    Claro que a foto que ilustra o capítulo. tem uma historia. Dever ser de alguma familia que morreu ou foi “morta” à muito tempo, a julgar pela apresentacão. E é claro também que voce vai contar essa hitoria para a gente, no proximo post, ou então nós (ameaça) vamos parar de ler o mundo gump, hehe!

    Responder

    1. Suspeito que possa ter sido algum acidente de trem, porque eles tem ferimentos no rosto. Não faço ideia quem são nem como se deu a morte da família inteira.

      Responder
  10. BEZALEL

    Tá bom, então. Relevaremos dessa vez, rs!
    Abraço! Vamos pra frente!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.