Coisas estranhas na uretra

Olha a situação:
Um homem de 50 anos de idade, apareceu buscando ajuda junto ao departamento britânico A & E dribles, sofrendo espasmos dolorosos em sua pélvis. EM uma análise inicial, descobriram duas extremidades de um fio de telefone fino pendurado a cerca de cinco centímetros da ponta do pênis do camarada.

Ele havia ficado impotente sexualmente desde que sofrera um ataque cardíaco quatro anos antes. Então, há mais ou menos três anos que ele inseria um fio de telefone em sua uretra para obter uma ereção suficiente para a masturbação.

Normalmente, ele só puxava o fio para fora. Mas desta vez, algo deu errado e o fio se prendeu, dando um nó dentro do sujeito. O raio-X mostrou o fio, com uma parte lisa e outra enrolada, correndo ao longo de sua uretra e terminando no fundo de sua bexiga:
%name Coisas estranhas na uretra
Felizmente, os cirurgiões obtiveram sucesso na remoção do cabo.

A bizarra história acima poderia ser interpretada por um leigo como um caso em miçhões, mas a verdade é que a cada dia novas coisas – algumas realmente estranhas vão sendo achadas no interior dos bingulins.

Ao longo dos anos, muitas pessoas – incluindo homens e mulheres, crianças e até idosos – acabam procurado ajuda médica com uma enorme gama de objetos enfiados em suas uretras e bexigas.

Os cirurgiões já removeram – entre muitas outras coisas – lápis, escovas de dente, velas, balões, grampos de cabelo, lâmpadas, pinças, pinos de desenho, penas, feijão, dispositivos intra-uterinos, PEIXES (!!!) e até espuma de poliuretano expansível (HOOOLY SHIT!)- o que deixou os médicos com um “molde perfeito da bexiga e da uretra prostática”.

Como veremos mais adiante, nem sempre essas coisas são fruto de entes perturbadas.
Um belo exemplo é o Candiru.

%name Coisas estranhas na uretra
Quero entrar no seu pintinho!

Amigos, vamos dizer que se o mundo foi mesmo feito por Deus, o candiru é um pequeno detalhe que só pode ter sido acrescentado pelo diabo. O peixinho tem a incrível mania e PENETRAR na uretra das pessoas que se banham nos rios da Amazônia. Como as escamas do candiru se posicionam como se fossem um guarda-chuva espinhoso, uma vez que ele entra, o candiru não sai mais, e ele MORRE NO SEU PINTO, dando uma infecção tão grotesca que em muitos casos só a remoção completa do pênis resolve. Hummm… Dilícia! (obs: não procure fotos disso. Não fará bem a sua saúde mental)

%name Coisas estranhas na uretra

Há casos muito loucos de coisas não ortodoxas encontradas na uretra das pessoas. Quer um exemplo?
Na década de 1930, um trabalhador de 40 anos de idade, na Austrália reclamou que precisava urinar de hora em hora durante todo o dia e noite. Ele não entendia o que se passava, e suportou a dor e passou urinar sangue.

Cinco meses antes, ele estava em uma bebedeira com alguns amigos. O cara já não conseguia se lembrar de muita coisa, mas na manhã seguinte ele percebeu um estranho inchaço no seu escroto. Após procurar os médicos, foi encaminhado para cirurgia, que revelou um CADARÇO DE BOTA FEITO DE COURO em sua bexiga. O paciente negou o conhecimento de como um cadarço vai parar na bexiga de alguém. Após investigarem o passado do cara, ele se lembrou da bebedeira. Os cirurgiões sugeriram que seus companheiros de manguaça poderiam ter inserido o cadarço no pinto dele, enquanto ele tinha tomado todas e estava desacordado. É como dizem, “o de bêbado não tem dono”. Os médicos então aconselharam o trabalhador “para ser mais cuidadoso no futuro sobre com quem iria beber”.

Mas é claro, o grosso mesmo, é composto de gente que introduziu os objetos na uretra deliberadamente.
Em um caso recente, por exemplo, um homem austríaco de 51 anos de idade, conseguiu inserir uma chave Allen de nove centímetros completamente na sua uretra.

%name Coisas estranhas na uretra
Ui!

Uma Chave Allen é difícil por ser em forma de “L”… Agora imagina só o cara que mete isso aqui dentro do pinto:

%name Coisas estranhas na uretra

Veja o caso aqui

Se isso já é muito bizarro pra você, imagine só se deparar com três vértebras de um esquilo mortono centro de uma pedra no rim removido de um homem de 35 anos de idade, que disse o médico que tinha usado a cauda do animal a se masturbar.

Outro cirurgião relatou que um velho pastor (não um religioso, mas um pastor mesmo) matou um cachorro e cortou o pênis do animal. O pastor teve a genial ideia de inserir o pênis decepado do cão morto em sua uretra para manter uma ereção.

Três semanas mais tarde, os cirurgiões removeram o pênis do cão de bexiga do pastor. Imagina o cheiro nauseabundo de um pedaço de bicho morto no pinto de alguém e a infecção que isso deve ter gerado. Tudo isso por não poder comprar um Viagra… Enfiar objetos esquisitos na uretra não é uma moda moderna. A literatura médica é profícua em bons casos bizarros de coisas na uretra.

Em 1897, Francis Packard, um médico, na Filadélfia, relatou casos de remoção de hastes de tubos, agulhas feitas de ossos, cabelo e alfinetes, goma de mascar e cilindros de carne de porco ou batata em suas uretra. (meu Deus! Nego tava fazendo um almoço no interior do próprio pinto?)

Além de “excitação sexual”, do século 19, os americanos enfiavam objetos nas uretras para aliviar a irritação, combater retenção urinária, aliviar a incontinência, prevenir xixi na cama, tratar a gonorreia ou induzir o aborto. Hoje em dia, felizmente há remédios que resolvem muitos destes problemas. Assim, a maioria inserções de corpos estranhos hoje em dia são ações sexualmente motivadas, como para adicionar rigidez ao pênis ou induzir uma “emoção auto-erótica”.

Mas não dá pra generalizar! Nem todo objeto que acaba na bexiga fez o seu caminho através da uretra. Um objeto afiado poderia perfurar a parede do intestino, e migrar através do abdômen e chegar à bexiga.
Os cirurgiões já removeram ossos de frango e peixe ingeridos, alfinetes, agulhas, lápis, palitos e até termômetros de bexigas após esses objeto perfurarem as paredes dos intestinos de seus pacientes.

Em 1885, um cirurgião removeu uma pedra da bexiga de um menino de apenas quatro anos de idade. A pedra se formou em torno de uma agulha de costura, que a mãe do menino o viu engolir 18 meses antes. O grande cirurgião francês Felix Legueu (1863-1939) relatou a remoção de um objeto bem incomum de uma bexiga: uma MOEDA!

A moeda voou como um estilhaço, quando um soldado ao lado do paciente foi atingido por um tiro na guerra. A moeda foi atingida pelo tiro e acertou no soldado ao lado, penetrando-lhe as vestes, carne, músculos e indo parar dentro da bexiga do cara.
Da mesma forma, em agosto de 1919, um soldado que havia retornado da Primeira Guerra Mundial estava caminhando por um terreno com uma bala na boca. Não me pergunte porque diabos um soldado anda por aí chupando um projetil. O fato é que ele tropeçou e… Engoliu a bala.
O soldado ficou de olho em suas fezes, esperando um dia em que ia atirar pelo fiofó , digo ia ver a bala engolida, mas não conseguiu localizar a bala. Então, três semanas mais tarde, ele sofreu um ataque violento de diarreia com muita dor retal, que durou 10 dias. Três meses depois de passada a diarreia monstra, ele começou a sentir dores e urinar sangue.
Os cirurgiões encontraram uma “bala incrustada de sal” presa à parede de trás de sua bexiga. Especula-se que a bala provavelmente passou ??através da parede do reto e foi parar em sua bexiga.

Como exemplo final, do século 19, os cirurgiões removeram da bechiga de um homem um CACHIMBO DE OSSO DE BALEIA que manteve o cheiro de tabaco.

“O homem insistiu em afirmar que ele havia engolido o cachimbo muitos anos antes”.

Aposto que é o que todos dizem…

Tem até este cara aqui, que colocou o Buzz Lightyear num lugar meio estranho:
%name Coisas estranhas na uretra

fonte fonte
RK Trehan, A Haroon, S Memon, D Turner: “Successful removal of a tele­phone cable, a foreign body through the urethra into the bladder: a case report”, J Med Case Reports 1:153, 2007.
J Cury, RF Coelho, M Srougi: “Retroperitoneal migration of a self-inflicted ballpoint pen via the urethra”, Int Braz J Urol 32:193–5, 2006.
JM Osca, E Broseta, G Server et al: “Unusual foreign bodies in the urethra and bladder”, Br J Urol 68:510–2, 1991.
HP Winsbury White: “Foreign bodies in the urinary bladder”, Brit J Urology 2:27–35, 1930.
W Kochakarn & W Pummanagura: “Foreign bodies in the female urinary bladder: 20-year experience in Ramathibodi Hospital”, Asian J Surg 31:130–3, 2008.
ED Kim, A Moty, DD Wilson, D Zeagler: “Treatment of a complete lower urinary tract obstruction secondary to an expandable foam sealant”, Urology 60:164, 2002.
AW Badenoch and RI Campbell: “Foreign bodies in the urinary bladder with a report of two cases”, British Journal of Surgery 25;133-138, 1937.
M Mitterberger, R Peschel, F Frauscher, GM Pinggera: “Allen key completely in male urethra: a case report”, Cases J 2:7408, 2009.
White, op cit.
A sharp object can pierce the wall of the uterus and migrate to the bladder. See Kochakar, op cit.
White, op cit.
Cury, op cit.
FR Packard: “An Analysis of Two Hundred and Twenty-One Cases of Foreign Body introduced into the Male Bladder per Urethram, with Report of a Recent Case”, Ann Surg 25:568–99, 1897.
White, op cit.
Badenoch, op cit.
Packard, op cit.

Comments

comments

10 comentários em “Coisas estranhas na uretra”

  1. O mais comum é a prática feminina de introdução de objetos na uretra, até porque no auge dá excitação fica mais fácil dar uma escorregadinha nas vizinhanças.
    Agora, por acidente…..seu não!
    Mas que deve ser dolorido, isso deve! Não sei como que um maluco aguenta fazer uma coisa dessa!
    Veja meu comentário em u um post anterior sobre objetos no anus!

  2. Em tempo; esqueci de dizer; só pra complementar, o “CANDURÚ” é atraido pelas secreções uretrais, como restos de urina (amônia), corrimentos etc.
    Obs; mulheres também correm o mesmo risco dos homens!

  3. “Tem até este cara aqui, que colocou o Buzz Lightyear num lugar meio estranho…”

    my god…
    DE ASAS ABERTAS ainda por cima? digo, por baixo …

    ashuhushuhasuhaushuhashuhas XD

    pra melhorar só falta na hora da retirada o médico ter ouvido do boneco “para o infinito e além… _o/”

    XD

  4. A questão é que esses casos acontecem e devem ser comentados.

    Graças a internet, já vi e li casos de homens que enfiam objetos estranhos em seus orifícios. Que haja comentários mal educados vindos da população sobre o acontecido, isso é até normal. Mas da equipe médica responsável? A situação é constrangedora, dai vem o médico cirurgião e anestesista soltar piada para o paciente? Não é de responsabilidade de quaisquer médicos a vida pessoal de quem eles atendem. Deve-se também lembrar que o que se passa entre médico e paciente não deve ser levado além da relação dos dois. É de se estranhar que tais vídeos cheguem a parar na internet claramente filmados de forma amadora pela equipe médica. Fica aqui a critica aos médicos que tem uma postura totalmente anti ética e profissional.

  5. Tenho 21 anos e enfio coisas na uretra o prazer é maior do mesmo sexo oral ou vaginal ou até simples punheta, depois que coloca o pau fica duro no máximo e depois é só tirar e fazer um simples vai e vem no pênis que em menos de 10 segundos vc irá gozar muito, só não digo que isso é melhor do que sexo anal pq sexo anal é muito bom, só que minha namorada na curte faz sempre devido o tamanho de meu pau, então geralmente faço isso quando quero um prazer, porém ela nem sabe disso, meus amigos falam que um dia irá tentar fazer também mais não recomendo vai que vc pega um doença.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.