Cluster de Playstation 3 já é usado em universidade no Brasil

play3.jpg

Depois do post sobre os astrofísicos que usaram um cluster de 8 PS3 para calcular as ondas gravitacionais, o leitor Fabio deu a dica de que no Brasil isso já estava acontecendo. De fato, tudo parece indicar que os videogames tem um real potencial de ferramenta para pesquisa que não imaginávamos na época do lançamento.

ps32.jpg

Veja a notícia da Reuters:

SÃO PAULO (Reuters) – Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) interligaram 12 consoles de videogames PlayStation 3 para desenvolver simulações que ajudam no estudo da interação de anestésicos locais utilizados em odontologia com membranas celulares.

O videogame, lançado há um ano pela Sony, roda sistema operacional Linux e forma um conjunto de processamento que é capaz de realizar bilhões de cálculos por segundo, informou em nota a Agência Fapesp. A rede de videogames, que são equipados com processadores Cell –apelidados pela Sony de “supercomputador em um chip”– foi montada em junho.

“O objetivo da pesquisa é entender o mecanismo de ação desse tipo de fármaco a fim de melhorar sua eficácia e minimizar seus efeitos colaterais a partir do desenho racional de novos compostos com atividade anestésica”, disse à agência a coordenadora da pesquisa, Monica Pickholz, do Departamento de Bioquímica do Instituto de Biologia da Unicamp.

Com o processador Cell, os pesquisadores na Unicamp conseguiram montar um conjunto com 72 chips, cada um com memória de 256 megabytes. “Cada PlayStation tem um processador dual-core PowerPC, da IBM, que controla os seis processadores Cell, utilizados para os cálculos de alto desempenho. Ao instalarmos o Linux no PlayStation, as máquinas passaram a trabalhar de maneira semelhante aos clusters formados com PCs comuns”, disse a pesquisadora, segundo a agência.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) comprou os consoles com disco rígido de 60 gigabytes. Não foi divulgado quanto foi gasto na aquisição dos aparelhos, que no varejo são vendidos a preços a partir de 2 mil reais. Representantes da agência não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Segundo a agência, se o valor da compra dos videogames fosse aplicado em servidores convencionais, em vez de 72 processadores, seria possível comprar apenas 32 para o conjunto. “Com essa adaptação, conseguimos alto poder de cálculo científico com boa economia de recursos”, afirmou Pickholz.

A pesquisadora informou que o primeiro conjunto de pesquisa com PlayStation 3 para uso acadêmico foi elaborado em janeiro deste ano pelo professor Frank Mueller, da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, envolvendo oito consoles.

Related Post

10 comentários em “Cluster de Playstation 3 já é usado em universidade no Brasil”

  1. Aqui na empresa (mega-multi na verdade) que trabalho também tem um projto de pesquisa, com se não me engano, 9 PS3.

    Para realizar cálculos e não sei mais o quê hehehe

  2. Imagina rodar uma render farm pro blender, talvez simulando a evolução de alguma bactéria, vírus, ação de uma vacina, previsão do tempo, evolução de pragas, a ação do aquecimento global no Brasil, cálculos que simulam o crescimento populacional e a aplicação dos mesmo para uma melhor distribuição dos habitantes de uma metrópole visando o menor impacto sobre o meio ambiente, levando em consideração o consumo de energia, combustível fóssil, alimentos, etc…

    Claro, acho que não faz mal se tirar um do cluster para verificar se ainda dá pra jogar, NFS ProStreet, por exemplo 😀

    Saúde e Paz a todos

  3. -> Se você quer construir um SUPERCOMPUTADOR DUAS VEZES SUPERIOR AO DEEP BLUE, capaz de atingir 26 teraflops de processamento ( ouseja, teoricamente pode até emular o cérebro humano 26x+, desde que tenha o programa adequado ), para apresentar na sua escola, faculdade ou mesmo para impressionar os inimigos a partir de casa, é simples: o projeto de um SUPERCOMP CASEIRO, com todos detalhes e fotos está disponível na Internet :

    http://www.calvin.edu/~adams/research/microwulf/
    Esse SUPERCOMP interliga 4 placas dual-core, e sai por cerca de R$ 2.000,00 – e todas peças podem ser compradas na Santa Ifigênia ou via Mercadão Livre mesmo, aquelas contrabando do Paraguai mesmo sai até + barato.

    Só fiquei chateado de uma coisa: dizem que para aplicações normais não tem diferença. Será que não dá para usar DUAS placas de dual core interligadas em cluster para acelerar aplicações de XP por exemplo? Conversão de filmes, por exemplo, que demora prá burro?
    Se alguém fizer isso antes de mim, e der certo, pode me contar a experiência, eu agradeceria: [email protected].

  4. E quanto as placas CUDA???

    Estou pesquisando pq quero montar um PC pra mim, e de para rodar “jogos” e ajudar no processamento distribuido BOINC

    se alguem tiver ideia.

    Abraço.

    • Cara tem algum tempo, eu postei uma configuração de maquina aqui que era possível de fazer em casa, mas que era forte pra dedéu, a ponto de carregar o windows vista em 4,5 segundos. Era uma coisa de maluco, cheia de Hds sólidos. Acho que o troço consegue até rodar o Crysis em resolução full, hahaha.

  5. kkkkk
    Meu objetivo nao vai ser fazer um treco forte…
    tipo HD de 1 Tera… e coisas assim…
    quero uma maquina simples, mas que com o tempo possa comprar outras placas e ir dando um UP

    Valeu o comentario, e se puder colocar o link desse seu topico…

    Agradeço…

    Abraço.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

shares