A casa do Mugabe

Ontem estava jantando vendo Jornal Nacional quando passou a notícia de que o “presidente” do Zimbábue tinha finalmente sido apeado do poder. O povo comemorava nas ruas, sem querer pensar no amanhã (o novo presidente é o braço direito do Mugabe). Numa fração de segundo, durante a reportagem foram mostradas imagens da “casa” do presidente, onde ele estava em prisão domiciliar nos últimos dias.
Eu me impressionei com o nível de suntuosidade e pensei em escrever sobre isso. É absolutamente incrível como um país que mantém seus cidadãos na pobreza como a Nigéria, que teve talvez a mais monstruosa inflação do planeta Terra, (com notas de dez trilhões de dólares!)  e onde tantas pessoas passam fome, não tendo acesso ao mínimo do saneamento Básico, seu presidente-ditador caquético e genocida não tem vergonha naquela cara feia dele de viver dessa maneira nababesca.

%name A casa do Mugabe

 

De acordo com a maioria das medidas, a África Subsaariana (SSA) continua a ser a região menos competitiva do planeta, presa entre os refluxos e fluxos de ciclos de commodities e mudanças de paradigmas globais.

Apesar de ter desfrutado de sua melhor década de crescimento econômico registrado de 2002 a 2012, os países africanos continuam a povoar os níveis mais baixos do Índice de Desenvolvimento Humano de 2016 (IDH), que mede aspectos-chave do progresso humano, como expectativa de vida, renda per capita e educação . Embora o Zimbabué seja rico em minerais, muitas pessoas ainda vivem abaixo da linha de pobreza, na miséria.

%name A casa do Mugabe
Crianças do Zimbabue coletam água suja de uma poça para poder beber

Um em cada dois africanos ainda vive em extrema pobreza, e a África ultrapassou a América Latina como a região mais desigual do mundo.  No Zimbábue, 27% das crianças com menos de 5 anos têm problemas de crescimento, com 9% em estado grave por causa de desnutrição, segundo a Pesquisa Demográfica e de Saúde do Zimbábue de 2015. Há quem culpe outros países pela merda (como o proprio governo do Mugabe faz). Mas há quem culpe os diamantes.

Foi o economista britânico, Richard M. Auty, que cunhou o termo “maldição dos recursos”, que liga a doação de recursos naturais, como o petróleo e os minerais, como vemos em muitos países africanos, ( no caso do Zimbábue, os diamantes, lítio e outros minerais valiosos) para retardar o desenvolvimento, a corrupção e o autoritarismo.

Curiosamente, o Zimbábue, que já foi um dos países mais avançados da África. Hoje, graças ao comunismo, vive o completo caos econômico e social. Os números são chocantes, e o país foi completamente destruído, com hiperinflação que ultrapassa os seis dígitos, desemprego quase total, violência crescente e com a fome se espalhando rapidamente.

%name A casa do Mugabe

Mugabe pertencente à uma tribo denominada shona, filho de um fazendeiro local, foi educado numa escola de jesuítas. Foi professor primário na antiga Rodésia, Zâmbia e Gana entre os anos 1942-1949 e 1955-1960. Possui diplomas de inglês, História e Educação nas mais prestigiadas universidades africanas e obteve uma licenciatura em Economia na Universidade de Londres.

Robert Mugabe virou um líder importante desde a década de 1960, quando assumiu como Secretário Geral a União Nacional Africana do Zimbábue (ZANU), com uma retórica marxista-leninista. Ele fugiu do país, então Rodésia, em 1976, para lutar em Moçambique, e retornou como um herói, sendo eleito em 1980. Desde então está no poder, adotando medidas claramente autoritárias, controlando a mídia, intimidando a oposição e concentrando poder. Já em 1982, usando milícias treinadas na comunista Coreia do Norte, ele trucidou o braço militar da ZAPU (União do Povo Africano do Zimbábue), que fazia oposição ao seu governo. Em 1987 o cargo de Primeiro Ministro foi abolido, e Mugabe assumiu como presidente, ganhando poder adicional. Foi reeleito em 1990 e 1996, assim como em 2002, através de uma fraude escancarada. Sua política tem sido totalmente tribal, com um discurso racista contra a minoria branca, assim como uma constante retórica anti-imperialista e anti-ocidental, a conversa fiada de sempre que estamos acostumados a ver em países como Venezuela e Cuba.

Grande parte da mídia ocidental ainda evita chamar de racismo as medidas de Mugabe, que expulsaram os poucos brancos do país, tomando suas propriedades na marra. Até mesmo os grupos de Direitos Humanos evitam o uso da palavra “racismo” quando comentam as atrocidades de Mugabe, como se o ódio contra os brancos “burgueses” não fosse racismo.  Em 1991, o coronel Mengistu fugiu da Etiópia, onde deixou um rastro de sangue, e conseguiu asilo político do seu amigo Mugabe. Em 1994, foi convocado a comparecer, como principal responsável pela tragédia etíope, diante de um tribunal, mas Mugabe recusou a extradição do líder comunista. A rede de cumplicidade entre os diferentes líderes comunistas sempre foi enorme, e todos os membros contribuíram para o avanço internacional desse regime assassino.

As medidas socialistas de Mugabe lançaram o povo do Zimbábue na completa miséria. A receita foi a mesma de toda nação comunista: ele nacionalizou várias indústrias ao mesmo tempo em que expropriava várias terras dos seus proprietários originais, aumentou os impostos, determinou controle de preços, enfim, foi alastrando o controle estatal sobre os diversos setores da economia, além de limitar drasticamente os demais direitos civis. Em resumo, Mugabe é uma espécie de Fidel Castro africano.

%name A casa do Mugabe
O povo segue na merda embora a extração de diamantes siga em franca expansão com mineradoras chinesas operando à todo vapor.

A economia do país passa por dificuldades desde a reforma agrária realizada em 2000. Esse programa redistribuiu as terras de proprietários brancos para negros sem-terra – e outros com boas conexões políticas –, o que levou a uma queda acentuada na produção e o afastamento de investidores.

Conforme o Banco Central imprimia dinheiro para tentar resolver a crise, (uma ideia nível Dilma Rousseff)  uma inflação galopante se instalou.

231 milhões % foi a inflação em julho de 2008!

Em 2009 o país teve de abandonar sua própria moeda, a uma taxa de câmbio de 35 quadrilhões de dólares zimbabuanos para cada US$ 1.

O crescimento do país desacelerou drasticamente após alcançar uma média de 8% entre 2009 e 2012, diante de mudanças no comércio e uma série de secas. Mugabe sempre disse que os problemas econômicos do país eram parte de um plano dos países ocidentais, liderados pelo Reino Unido, para tirá-lo do poder por causa da reforma agrária.

Aqui estão as fotos do interior da mansão extravagante de Robert Mugabe onde ele vive com sua esposa (que tentou transformar na nova presidente) que muitos alegaram ter uma obsessão por gastar dinheiro bem mais patológica que o Mugabe tinha. Será?

Milhões de zimbabuenses desesperados estão buscando sobrevivência, enquanto o presidente de 93 anos mora como um rei. Numa casa dessa, prisão domiciliar é prêmio.

A casa é composta de somente 25 quartos, e está avaliada em US $ 10 milhões de dólares. Ela fica em Harare em um terreno de 44 hectares longe do público e protegido por um sistema de segurança de vários milhões de libras, informou o jornal Zimbabué.
%name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe

Não é nada mal, hein? Eu só não entendo como que alguém que já tem essa casa compra outra ainda mais luxuosa. Ela também fica em Harare.  Ali a esposa de Mugabe adquiriu outra casa, no luxuoso subúrbio de Hellensvale por US $ 4,5 milhões. Estranho? Espere só pra saber que como parte do contrato de compra, os “antigos proprietários foram autorizados a permanecer na propriedade para os próximos três anos”.
Isso que é gastar hein? Compra a casa com nego dentro!

Mugabe também comprou um avião bem caprichado em termos de conforto.
Você pode imaginar que luxo um homem que já gastou UM MILHÃO DE DOLARES de passagens aéreas num único voo deseja. Mas por que ele precisou alugar um avião de luxo no Baréin? É que o avião presidencial está passando por uma nova paginação no visual. Daí foi necessário alugar um jato para que Mugabe pudesse voar para o oriente onde vai ao médico em Cingapura. Enquanto isso pessoas urram de dor nos hospitais do país dele que suspendeu a compra de analgésicos porque não tinha dinheiro pra “frescuras”.  Ele viajou para Cingapura para visitar seu médico mais de 10 vezes em 2016.

%name A casa do Mugabe
Aqui é onde vão o séquito de puxa-sacos
%name A casa do Mugabe
Aqui é a suíte presidencial do avião

Robert Mugabe também gosta de viajar para suas casas de veraneio. A preferida é em Dubai. Uma mansão que custa meio milhão de dólares por ano, e é muito bem localizada, no condomínio Emirates Hill. Privacidade, segurança, segredo e discrição são as palavras-chave da Emirates Hills. A propriedade está cercada por altos muros e cercas. O acesso é estritamente controlado e as câmeras de vigilância acompanham os visitantes.

%name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe

Os vizinhos são um show à parte:  incluem Asif Ali Zardari, marido da ex-presidente paquistanesa assassinada Benazir Bhutto, que em 2004 foi preso oito anos por acordos de armas escusos e lavagem de dinheiro, além do ex-primeiro-ministro tailandês Thaksin Shinawatra, deposto pelo exército em 2006 antes sendo acusado de evasão fiscal. Gente da melhor qualidade.

Vamos às fotos da casa alugada em Dubai.

%name A casa do Mugabe

%name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe

%name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do MugabeVocê acha que acabou? espere só até ver o ônibus privativo do Mugabe. Porque sabe como é, avião não basta. Em deslocamentos de solo, quando não está em seu caríssimo Rolls Royce, ele usa esse belíssimo motorhome:

%name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe%name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe %name A casa do Mugabe

Recentemente o filho mais novo do Mugabe se exibiu gastando o champanhe Armand de Brignac Ace of Spades de 200 libras a garrafa sobre um relógio de £ 45,000 em uma noitada na África do Sul.  Olha o relogim do moleque:

%name A casa do Mugabe

Os filhos dele também são famosos por se meter em confusões. Recentemente foram expulsos de uma propriedade após aprontar a maior confusão deixando um saldo de milhares de dólares em destruição e um segurança com braços e pernas quebrados.  Por causa desse fuzuê o Mugabe mandou os filhos para a Africa do Sul estudar.  Mas de volta à “primeira compradora”, digo, primeira dama, ela conheceu Mugabe quando era vendedora de frango. Naquele tempo a esposa do Mugabe estava em estado terminal, e assim que viu uma chance, Grace tratou de fisgar o presidente, fazendo com ele “o casamento do século” na África, lembrado até hoje pelo nível do esbanjamento. Grace gasta patologicamente. Até 2014, seus gastos com produtos de luxo eram de £ 2 milhões por ano. A lista de compras desse ano incluiu 12 anéis de diamantes, 62 pares de sapatos Ferragamo, 33 pares feitos por Gucci e um relógio Rolex de £ 80,000. Grace Mugabe é uma mulher que conseguiu “comprar” não menos do que cinco fazendas leiteiras com fundos que simplesmente surgiram do nada. Um anel de diamante comprado para celebrar seu 20º aniversário de casamento custava £ 900.000 !  Hoje a Primeira Dama – conhecida em sua terra natal como First Shopper – porque chegou a gastar mais de £ 120,000 em lojas de departamento, está proibida de pisar na Europa mas continua a comprar no oriente médio. Dizem que quando ela chega manda fechar o shopping e faz a festa junto com os filhos.

A cereja do bolo vem agora:

 O presidente Mugabe diz que ganha US $ 12 000 por mês, um salário que o torna “o presidente mais pobre do mundo”, de acordo com Sua esposa.

%name A casa do Mugabe

Esses comunistas são foda, meu.  Não deixe de ver meu post sobre os aviões dos “líderes” africanos. 

Fica a reflexão e o questionamento: Mugabe é um cara com discurso do Lula e fome de grana do Sérgio Cabral. Deu no que deu.  Em toda época de eleição, esses caras aparecem com seus discursos grandiosos e eloquentes, sobre como salvarão uma nação da miséria, culpando os Yankees, os maçons, o capeta, sei lá quem mais. O Zumbábue pode ser o Brasil de amanhã.

 

Fontes:

https://www.iol.co.za/news/special-features/zimbabwe/look-inside-gracemugabes-rented-mansion-10847437

https://www.theindependent.co.zw/2017/03/10/mugabe-splurges-us1m-flight/http://www.gistmania.com/talk/topic,271167.0.html

http://www.dailymail.co.uk/news/article-5088505/How-Gucci-Grace-splashed-cash-Zimbabweans-starved.html

http://www.gazetadopovo.com.br/rodrigo-constantino/artigos/zimbabue-mais-uma-desgraca-comunista/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Robert_Mugabe

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-42061252

Artigos relacionados

Comments

comments

3 comentários em “A casa do Mugabe”

  1. Aqui, um exemplo lindo de socialismo que deu certo.
    O arquétipo ironicamente cabal da obra de Marx, aplicado de forma eloquente, a antítese do liberalismo.
    A quem veja o nobre socialismo deturpado neste exemplo. Todos esquecem do fator humano: competir, vencer e ser vangloriado pela conquista.
    Em terras que só podem pertencer a um homem e sua família, repugnantes, escolheria mil vezes a terra de ninguém.

  2. Expropriar terras, desapropriar a propriedade privada, assumir o controle da produção de tudo que se faz no país, entre outras medidas, são a receita clássica do Marxismo “raiz”, e são a receita clássica da tragédia de um povo, e isso está sobejamente demonstrado pela experiência, não adianta defender esse tipo de teoria, não é funcional, dá errado, não há deturpação de Marx, trata-se de virar adulto e encarar a realidade.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.