9 Comentários

  1. Fabio

    Ótimo texto! parabéns!
    Mas não encontrei as imagens que você colocou, será que é falha do meu browser?
    Eu tenho esses problemas com imagem de empresa, tento convencer meus clientes sobre a importancia da idéia que querem transmitir, mas nem sempre ouvem, argumentam que não vêem retorno, não precisam pois a empresa já está consolidada e outras baboseiras sem nexo. E isso não acontece só em pequenas mas também média e grandes empresas.
    Bom, boa sorte nesse novo blog.

    Abraços,

    Wei

    Responder
  2. Rochester

    Ehr, pra mim deu certo não. Cade as imagens/link ?

    😛

    mas muito bom o post, concordo totalmente

    Responder
  3. Fabio

    Olá!
    por algum motivo que desconheço hoje as imagens carregaram….

    Wei

    Responder

  4. A explicação disso é que só hoje enviei as imagens. Ontem quando eu escrevi já tava muito tarde e meu provedor ficou saindo do ar toda hora.

    Responder

  5. Eu tinha lido um texto na revista VOCE SA sobre cartões de visitas, que reforça exatamente a sua explanação:
    O QUE SEU CARTÃO DE VISITAS FALA SOBRE VOCÊ:
    Você só existe como negócio quando tem um cartão de visitas. Ele é parte da sua imagem pessoal e corporativa e uma ferramenta para você imprimir sua marca pessoalO cartão de visita tem várias funções. Ao entregá-lo, você está convidando o outro a manter contato com você. Além disto, ele indica a forma correta de escrever seu nome, define sua ocupação e posição e indica as formas do outro te encontrar. Agora, um bom cartão de visita, além de todas as funções acima, ajuda a destacá-lo dos demais, dá credibilidade a você e ao seu negócio e reflete sua marca pessoal. O cartão não pode ser apenas bonito. Seu design deve comunicar de forma clara e precisa quem você e sua empresa são. Seu cartão é sua forma de comunicação com seu público-alvo e é uma forma de diferenciação. O formato, cores e fontes escolhidas devem ajudar a transmitir sua marca. Não adianta você gostar do cartão de visita de outra pessoa e copiá-lo para seu negócio se o que o design transmite não estiver de acordo com a imagem e valores de sua empresa e sua área de atuação. É a mesma coisa com o guarda-roupa. Você pode adorar o figurino de seu amigo publicitário, mas ele não vai funcionar no seu escritório de advocacia. Vale a pena um bom investimento nessa área. Por mais que as papelarias forneçam material para você criar seu próprio cartão, não se aventure nessa área se não for sua especialidade. Você pediria para um mecânico fazer seu tratamento de canal?Leia a integra do artigo em: http://vocesa.abril.com.br/aberto/colunistas/pgart_0701_04102004_50796.shl Autor: Ilana Berenholc

    Responder
  6. Clayton Mendonça

    Ótima analise sobre os cartões de visitas! Rendeu bons questionamentos a respeito do que estou imprimindo aqui.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.