Cara cortado ao meio

Nossa, que legal esta mágica. No video o magico passa a serra elétrica no meio do assistente, cortando-o ao meio.

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=SB8dSrUm53M[/youtube]

Não sei como esses caras fazem isso. Primeiro pensei que eram dois malucos. Um é da cintura para baixo e o outro da cintura para cima. O cara da cintura para cima, seria um deficiente daqueles sem as pernas. São raros, mas existem.  O outro estaria com o corpo (naturalmente está) dentro da área da mesa, que é grossa justamente para esconder isso.

O problema que eu não consigo entender é como os caras conseguem “Colar” os dois malucos, porquê depois que a câmera mostra a reação dos jurados, não tem mais a mesinha e só estão as pernas ali, separadas do corpo.

Alguém tem alguma hipótese?

Artigos relacionados

Comments

comments

2 comentários em “Cara cortado ao meio”

  1. Bom, vamos lá; Notei que o cara fica praticamente imóvel no começo- sinal de que alguma coisa já estava engatilhada ali naquela mesinha. Provavelmente o sujeito, um contorcionista anoréxico, já estava compactado com as pernas cruzadas dentro da parte superior da roupa (note o grande volume no tórax, desproporcional com os bracinhos apesar das ombreiras e do enchimento). Devido ao pouco peso, ele pode se sentar na chapa de aço da parte inferior da roupa, que no momento se fixa à mesa. Quando a serra passa, basta se jogar marotamente para frente (o solavanquinho são os joelhos na mesa). A parte inferior ainda se prende à mesa, possui enchimentos tb e se conecta à mesa na parte do joelho, fornecendo o sinistro movimento de levantar a perna (que pode ser feito de muitas formas, partindo da mesa e bastando ter na calça uma barrinha de ferro custurada. O “amputado” inclusive pode operar essa parte do truque, discretamente.
    Tudo o mais são firulas (o cara ergue o corpo, o outro passa a mão por baixo, etc)- até o momento em que o mágico mais o assistente tiram a parte de cima da mesa + o sujeito. Nesse momento a calça e a chapa de ferro se desprendem, ficando apenas penduradas à mesa. A atenção é desviada, enquanto a enfermeira solta a calça (isso não é mostrado) e leva até o corpo. Depois calça e corpo são alinhados e cabe ao mágico desviar a atenção com o grampeador, pois o amputado deve descruzar as pernas e vestir as calças novamente (a parte perigosa do truque). Para isso, a chapa de aço em que ele se sentava fixa à mesa, possui duas passagens para as pernas. Basta ainda deitado romper com os pés o papel manteiga na altura da cintura que as oculta, deslizar as pernas para dentro, calçar os sapatos (que são presos à calça) se levantar e dançar um sambinha para impressionar os jurados.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.