Como fazer um aviãozinho de papel que voa para sempre

Quem nunca fez um aviãozinho de papel?

Quando eu era moleque, a gente se juntava na escola para fazer aviões de papel, que alguns chamavam de “gaivotas” e lançávamos eles do segundo adar para ver até onde iam.

Hoje por acaso me deparei com este video aqui onde um cara explica em detalhes como ele conseguiu algo que parece impossível: Um avião de papel que voa para sempre!

Não é truque. É basicamente o mesmo princípio que faz o urubu voar durante horas e horas no céu.  Ele aproveita a térmica.

Basicamente, o o sol esquenta o ar. O ar quente, sobe. Sabendo este detalhe, você pode fazer um avião de papel que pegue uma fonte termica qualquer (no caso ele usou um cook top de placas aquecidas) para aquecer o ar, criando um influxo permanente de ar quente subindo. Ajustando os “flaps” do avião de papel de maneira correta, ele conseguiu fazer com que o avião faça uma volta eterna, sempre recebendo impulso do ar aquecido. Enquanto houver ar subindo o avião fica voando de boa.

O segredo de confeccionar esse avião é saber exatamente onde está seu ponto de equilíbrio.

Veja o processo no video abaixo:

Fazer isso no Brasil é mais difícil, porque aqui fazemos comida quase sempre com fogo e não com placas aquecidas. O foco dificulta um pouco o processo, já que aquece muito o ar, e se por ventura o avião encosta na chama, ele queimará.

Falando em origami e aviões de papel, quer fazer um like a boss? Então aprenda no video abaixo como fazer um avião de papel que humilhará totalmente os aviões de papel dos seus amigos.

%name Como fazer um aviãozinho de papel que voa para sempre

Artigos relacionados

Comments

comments

8 comentários em “Como fazer um aviãozinho de papel que voa para sempre”

  1. Tudo bem que a física explica. Mas parece realmente que esta preso por uma linha. Não só pelo movimento como pelo fato de estar bem de perto. O cara poderia segurar a linha com a mão que não apareceria a mão segurando. Outra, há espaços em sem emissão de ar quente entre as bocas do fogão elétrico, com isso haveriam pequenas variações de temperatura que gerariam instabilidades no desempenho do vôo do aviãozinho ou turbulências. No video o vôoo apresentado é extremamente estável o que sugere que existe sim uma linha. As correntes de ar nunca são tão estáveis, muito menos numa área tão pequena como a área do fogão. Um terceiro elemento que apóia a idéia da linha é a força da inércia que naturalmente empurraria o avião para fora da área do fogão, o que pelo menos o desestabilizaria. Resposta arrogante hein Pedro Carneiro …

  2. Eu faço física, e também apoio a idéia da linha. E outra, ele não voaria pra sempre, a velocidade tangencial (a velocidade “pra frente”), vai diminuindo. O avião também parece que faz uma trajetória elíptica em vez de circular. Se os flaps são fixos, era pra ser uma trajetória circular, pois geraria uma força que aponta sempre pra um mesmo ponto (posso estar enganado, to meio bêbado hahaha, mas os flaps geram um torque no avião, fazendo um movimento de rotação em seu próprio eixo e esse torque depende da velocidade, usando a aproximação de que a equação de Bernoulli funciona nesse caso, pra baixa velocidade, e portanto, aproximadamente um fluido incompressivel. Também não estou levando em conta a perda de velocidade tangencial). Acho que é elíptica pq parece que o avião aumenta de velocidade quando passa por um ponto, que seriam as “pontas” da elipse, enquanto ele diminui de velocidade quando passa pelas partes “mais retas” da elipse. Alguém ai mais sóbrio pode esclarecer melhor, ou contradizer isso ai…

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.