13 Comentários

  1. Julio Barone

    Gente eu adorei. É chato ter que fazer isso, porque é como ter que explicar uma piada. Mas nem todos eram vivos na época da música, então, espero estar certo sobre isso:

    Vinicius de Moraes e Toquinho tem uma música cujo nome é “Um homem chamado Alfredo”. A musica é contada pela òtica do Vinicius. Na música, Vinicius conclui que Alfredo se mata por solidão. O Phellipe quis escrever o outro lado dessa história, onde Alfredo, que na verdade nem era Alfredo (O Vinicius só fica sabendo o nome porquê de acordo com o conto, a polícia encontra a assinatura do pseudônimo do Arnaldo na poesia)
    A verdade dos fatos é que Arnaldo não aguenta o fato de que é vizinho de um poeta famoso. Ele se mata de inveja. Mas Vinicius, alheio aos fatos reais supõe que “Alfredo” se mata de solidão.
    Eu achei genial. Eu queria ter feito isso. Será que sou um homem que queria demais também?
    Parabéns Phellipe.

    Responder
  2. Chipset

    “Por natureza o escritor é um só. Mesmo que na companhia dos outros, observa o mundo com os olhos de quem narra os fatos. Narra para si mesmo e com isso rouba de si parte da experiência vivida.”

    essa arregaçou!

    Parabéns kr.

    Responder
  3. Raquel

    Confesso que não entendi em princípio.
    Só que eu achei muito bonito. Depois de entender, ficou mais bonito ainda.

    Responder
  4. Bozco3535

    O conto é contraditório: Arnaldo quer ter um apartamento novo. Andar com lidas mulheres, como o vozinho. Mas se Arnaldo é vizinho do tal poeta famoso, então existe certo paralelismo econômico entre ambos, para que a questão da diferença econômica entre ambos seja posto em relevo. Não seria melhor botar apenas em relevo a diferença de reconhecimento artístico?

    Responder
    1. Philipe3d

      Não sei se podemos dizer que exista paralelismo econômico entre duas pessoas que moram em um mesmo edifício sobretudo quando se trata de antigos prédios de Copacabana. Além disso, mesmo que houvesse um possível paralelismo econômico, isso não significa que ambos teriam condições de realizar as mesmas coisas, na medida em que um vizinho é famoso e o outro é apenas um professor aposentado, que projeta no vizinho tudo que ele nunca teve coragem de ser.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.