Adolescente desvenda quebra-cabeça da Matemática com 300 anos

%name Adolescente desvenda quebra cabeça da Matemática com 300 anos

Nossa, isso é fabuloso. Imagino que o moleque seja mesmo um cabeçudo, pois desvendar um mistério da Matemática que já dura 300 anos não é pra qualquer um. Eu que me pelo de medo de equações e fórmulas complexas sinto até arrepios só de imaginar o tanto de contas necessárias para conseguir solucionar os chamados “Números de Beunoulli”.

Segundo a  Wikipedia, na Matemática, os números de Bernoulli são seqüências de números racionais com profundas conexões na teoria dos números.

Os tais números ganharam este nome em homenagem ao gênio matemático do século 17, Jacob Bernoulli.

Pois não é que um jovem iraquiano que vive na Suécia conseguiu?  Mohamed Altoumaimi é o nome do adolescente, que chegou na Suécia há seis anos atrás, vindo do Iraque. O jovem, trabalhou durante quatro meses na formula e quando a apresentou a um professor, este mal podia acreditar no que estava vendo. Um jovem do segundo grau, usando apenas lápis e papel havia conseguido descobrir uma fórmula que especialistas e catedráticos de todo o mundo passaram anos tentando resolver, sem scesso.

EDITADO: (novas notícias informam que a solução do garoto já havia sido descoberta, mas ainda assim surpreendeu os especialistas que um jovem ainda na escola conseguisse chegar ao resultado)

O jovem diz que pretende estudar Matemática avançada e Física, mas só quando terminar a escola.

“Primeiro eu preciso melhorar o meu inglês e estudar mais ciências humanas” – Diz Mohamed.

fonte

Se este menino estudasse numa escola do Brasil, é possível que estivesse ambicionando ser jogardor de futebol. Não digo isso porque eu deteste o Brasil. pelo contrário. É triste ver um país tão rico com desempenho tão sofrível em certos setores fundamentais para o futuro, como a educação.
O Brasil está em 52º lugar em uma lista de 57 países avaliados pelo Programa para Avaliação Internacional do Estudante, na sigla em inglês (Pisa). Fonte
O levantamento é realizado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e avaliou, em 2006, a capacidade de estudantes de 15 anos de idade, em 57 países, que totalizam quase 90% do PIB mundial.
O Brasil é o 3º pior em matemática em ranking do Pisa e aparece atrás ainda do Chile, que está na 40º posição, e do Uruguai, que aparece como 42º colocado.

Isso é algo bastante perturbador, pois seria péssimo, mas resignador pra nós, se fôssemos apenas um bando de mentecaptos retardados. Mas não, o Brasil conquistou cinco medalhas na Olimpíada Matemática de 2007, o que prova que temos jovens excepcionais aqui. O solo é fértil, mas por mais fértil que seja, sem água ou tratamento adequado, o que resulta é uma esterilidade intelectual que se manifesta numa decadência social e grave violência urbana.
Não podemos atribuir todos os problemas edcacionais a uma questão de investimento governamental. Mas os números deixam claro a importância que o ensino tem para cada país. Vejamos:

Os 30 países da OCDE gastam, em média, US$ 7.527 (R$ 14.376 ), e no país que mais gasta em educação, Luxemburgo, este valor chega a US$ 13.458 (R$ 25.705 ). No Chile, nosso vizinho, o único outro país sul-americano incluído no estudo, o gasto total é de US$ 2.864 (R$ 5.470).
E no Brasil? Você certamente deve estar se perguntando.
O Brasil é o que apresenta o menor investimento por estudante (desde o primário até a universidade), gastando em média US$ 1.303 por ano (cerca de R$ 2.488).

O Brasil não possui problemas apenas de financiamento. Nosso país nunca buscou melhoria dos padrões educacionais. Nas últimas décadas, o enfoque da gestão da educação pública sempre foi aumentar matrículas, do maternal ao doutorado. Pouquíssimas iniciativas foram tomadas no sentido de incentivar a melhoria do desempenho acadêmico dos alunos e estas iniciativas sempre foram tomadas por secretários ou ministros isolados. O problema educacional brasileiro é sistêmico. As nossas licenciaturas são puro reflexo disso: Cursos péssimos formando professores sem mínima qualificação. Com o enfoque nas matriculas ao invés do desempenho, temos um ciclo vicioso entre gerações – Cursos ruins formam professores ruins que formarão alunos cada vez piores.

Não considero um erro a decisão de buscar aumento das vagas no âmbito do ensino. Mas é temerário que se busque quantidade em detrimento à qualidade na questão educacional no nosso país.
Enquanto isso, os políticos se locupletam com o dinheiro que deveria ser destinado a educar os jovens. As massas são cada vez mais dominadas e manipuladaspor interesses escusos, para os quais não interessa o aumento das reflexões mais profundas. O tempo vai passando, a mediocridade intelectual só aumenta. Surgem promessas e esperanças de que a informatização do país produza mais conhecimento, mais acessos. Porém, os dados práticos são que o Brasileiro passa grande parte do tempo batendo papo no MSN e futicando o orkut.
A inclusão digital é vendida para o povo como uma alternativa messiânica que vai tornar o aluno brasileiro um aluno mais intelectualizado da noite para o dia. A vergonha disso é que sabemos que na prática, o que acontece é que a mediocridade vai parar na rede.
Antigamente, para fazer um trabalho de escola, os alunos tinham que pegar livros, ler e transcrever. Hoje, basta o google, recortar e colar. pode perguntar para qualquer professor sobre suas experiências escolares e vocês verão centenas, talvez milhares de casos em que alunos entregam trabalhos referenciando figuras que não existem, linkando outros textos e coisas do tipo, que retratam claramente que os alunos nem sequer leram o que entregaram. Pra se ter uma idéia, a primeira dama do Mundo Gump é professora e já presenciou casos em que os alunos plagiaram textos DELA MESMA em trabalhos acadêmicos.
Eu entendo a educação brasileira como um produto de três grandes esferas.
Familiar, Educacional e governamental.
E nenhuma das três esferas está bem.

Artigos relacionados

Comments

comments

29 comentários em “Adolescente desvenda quebra-cabeça da Matemática com 300 anos”

  1. Oras, Phillipe, isso não é tão extraordinário. Vários gênios da matemática e da física se revelaram muito cedo, na adolescência ou no seus 20 anos. Espero que esse rapaz ainda nos mostre muitas coisas!!!

    • Paulo, extraordinário na concepção da palavra, é algo que não acontece todo dia. E convenhamos que um adolescente descobrir uma formula para o qual estamos sem resposta desde o século XVII não é todo dia que acontece. Daí eu suponho que seja realmente extraordinário. :happy:

      • E essa resposta no trará qual avanço ? O que a humanidade poderá fazer agora ?

        Com essa questão resolvida, quero saber o que efetivamente a matemática ganha.

        • Bom, eu não sou gabaritado para falar sobre isso, mas suponho que como muita coisa de algorítimos de programação se baseiam em fórmulas matemáticas, é possível que novas janelas de possibilidades lógicas se abram com certas descobertas. A mesma coisa na Física. Uma descoberta eminentemente teórica da matemática pode representar décadas de avanços em outras áreas do conhecimento. ISso vai da compactação de video à interpretação das imagens de galáxias pelo Hubble.

  2. Olá Philipe.. Me amarro no blog, sempre visito ^_^

    É engraçado ver quantos blogs copiam seus posts.. sério mesmo, eu leio poucos blogs e quando me arrisco em outros quase sempre vejo posts seus, com as mesmas imagens e tudo mais. :lol2:

    Continue com o bom trabalho 🙂

    • Outro dia eu ouvi de um amigo meu uma coisa bem interessante. Ele dizia que havia descoberto duas maneiras de qualificar alguma coisa. Uma pela audiência. Outra pela repetência. Quer dizer, é uma merda ser copiado, mas sob um certo ponto de vista, isso significa que aquilo que você fez agradou tanto que algumas pessoas se sentem compelidas a republicar. O pior na verdade, é quando o cara assume a autoria de algo que você que criou. Outro dia uma revista publicou um post do Mundo Gump ipsis litteris, com dois espetinhos assinando como autores. Eu e um monte de leitores entramos no site da revista a esculhambamos.
      Mas a maior parte dos problemas não é que as pessoas copiem. É que elas não sabem copiar. O certo não é pegar o post todo e colar num outro blog. Isso é tiro no pé, pois o google vai entender isso como conteúdo duplicado e vai ferrar dos dois sites (eu – a vítima) e o cara. Agora se ele pega um trecho do post, comenta, expande ele colocando coisas novas, e bota um link apontando para o post que gostou, o google promove o cara, e de quebra aumenta o meu pagerank. Então, a cópia só é ruim se é mal feita.

  3. Philipe
    Você esqueceu de falar da vergonha dos jovens que estão se formando no ensino médio e nem ler e escrever direito sabem. Quando eu estava na escola haviam professores que não gostavam de mim porque eu “perguntava demais”, sempre que não entendia algo perguntava até compreender e isso os deixavam nervosos.
    Isto foi antes da tal Progressão Continuada que inventaram para os alunos não repetirem, imagine, agora se eles ensinam o aluno passa, se eles não ensinam o aluno passa também.Eu ainda tive sorte de ter professores que me incentivavam a aprender, e hoje em dia será que estes pobres aluno terão a mesma sorte?
    Sinceramente espero que sim.
    Ótimo blog que faz as pessoas pensarem de verdade, Parabéns. :happy:

  4. Realmente é extraordinário. Mas, infelizmente o nosso Brasil não valoriza a educação. Prova disso é a eleição do Lula. Houvesse respeito ao progresso intelectual da nossa população, tal indivíduo não conseguiria nem candidatar-se.

      • Justamente. Mas para você ver a quantas anda a importância dada pelos eleitores à educação, elegeram uma pessoa praticamente analfabeta para dirigir o país. E essa pessoa, depois de estar no mais alto cargo nacional, nem se preocupou em aprender, no mínimo, uma língua estrangeira para melhor representar nosso AMADO PAÍS no cenário internacional.

        • Ah, cara… Falando sério, todo mundo sabe que eu não passo a mão na cabeça do Lula aqui, mas você realmente pensa que o cara chega na presidência da república de um país como o brasil sendo semi-analfabeto? Porra nenhuma. Esse cara é uma das pessoas mais inteligentes do país. Eu digo isso sem medo de errar. Muita gente pensa que ele não fala inglês. Ele mesmo faz questão que as pessoas pensem isso. Ele usa isso ao favor dele. Até a CIA sabe disso, meu. Usar uma linguagem rudimentar, comer o plural, tudo isso ele faz. Mas isso faz dele burro? Ignorante? Muito pelo contrário…Se ele fosse ignorante tava trabalhando de metalúrgico até hoje.
          O cara quadruplicou o patrimônio dele, transformou o filho que não ganhava nem mil reais mensais em magnata multimilionário. E vai sair da presidência aclamado pelo povão como o melhor presidente da história do Brasil. Isso é ser burro? Se for, eu quero ser burro assim!
          O Lula sempre foi um gênio e é um manipulador político como nunca se viu. Me arrisco a dizer que apenas Hitler e Fidel Castro conseguiram atingir o nível de carisma que Lula. E este último o fez sem mandar matar ninguém. Isso é inteligência. As pessoas confundem erudição com inteligência.
          Lula é centenas, dezenas, milhares de vezes mais inteligente e sagaz que o FHC, mas igualmente menos erudito. Veja como FHC foi colocado contra a parede pelos jornalistas inúmeras vezes, em alguns casos soltando pérolas como na vez que disse que aposentados eram um bando de vagabundos.
          Lula não cai nesse tipo de cilada da mídia. Quando sente que tá perigando, ele solta uma piada, fala uma abobrinha, comenta de futebol, faz piada. É uma engenhosa cortina de fumaça, como os polvos usam para se defender. Observe que quando acuado ele solta a piada e some. Um cara que tem este grau de sensibilidade não é burro. É pelo contrário, um esperto.
          Quando o Lula era do sindicato, ele deixava para falar por último. Quando chegava a vez dele discursar, ele ia até o palanque e no caminho ia obtendo feedbacks, ele ouve muito, o tempo todo tá com a antena ligada. E então ele chega lá e diz o que a massa quer ouvir. Isso é adaptabilidade. E adaptabilidade, querendo ou não, é uma das múltiplas formas de inteligência.
          Repito aqui que eu não estou tomando nenhuma posição partidária. Não estou defendendo “o cara”, mas mostrando o quanto é esperta a estratégia dele. Lula tira partido direto da inocência desarticulada da oposição. Quando os opositores lhe acusam de ser burro, ele adora. Lula sabe que criou um elo de identificação com o povo. Quando um cara da estatura do FHC diz que Lula é burro, ele se coloca (e o partido todo) em rota de colisão com o poder, o poder do voto.
          O mais incrível é que na oposição eles não enxergam isso e vão só afundando mais na tentativa de desqualificar o Lula. É impressionante.
          Olha, pode soar conspiratório, mas você não acha suspeito que o rolo com o Zé Dirceu, (que estava se achando mais do que devia) não tenha resvalado em nada a imagem do Lula? Pra mim está mais que óbvio que Lula manipulou sutilmente a situação quando sentiu que Zé estava querendo o cetro e a coroa. Não existe acaso em Brasília. Agora O zé Dirceu está onde o Lula queria. Na escuridão, nos bastidores. Longe dos holofotes. Costurando mais que baiana em véspera de carnaval.
          E digo mais. O Lula conseguiu uma equação absolutamente bizarra:

          O miserável (por não conseguir imaginar outra realidade melhor) está feliz
          A clase média (por achar que poderia ser bem pior e não foi) está feliz
          Os banqueiros (por motivos óbvios) estão ultra-mega-motherfucking-felizes

          Quem não está feliz? A oposição. E por que? Porque a função da oposição é estar infeliz. Com um adversário destes, eu também estaria.

          Obama diz que ele é “O cara”. Obama está certo, porque ele de fato lê o dossiê anual da CIA. Obama sabe com quem está lidando. Mas o povo Brasileiro aparentemente e infelizmente, não.

  5. Ah… De boa? Uma das causas da mediocridade do dia-a-dia é exemplificado pela própria notícia. Numa notícia em um quebra-cabeças matemático de 300 anos sendo desvendado, se fala de tudo: sobre a porcentagem de superdotados e gênios na população, sobre o futuro do geniozinho que descobriu, sobre a carreira dele e do que ele gosta, sobre o sistema educacional do país FOO, sobre a utilidade do que ele descobriu, mas…

    …a PORRA da solução NINGUÉM APRESENTA. A estrela não tinha que ser o garoto, tinha que ser a FÓRMULA. Procurei no google e a foto dessa reportagem mostra bem isso: o garoto sorridente aparecendo em primeiro plano, mas obscurecendo a segunda parte da interessantíssima fórmula.

    Tínhamos que ser mais como os autistas: prestar atenção nas COISAS e não nas PESSOAS. O garoto, por gênio que seja, irá morrer. A fórmula irá permanecer.

    OBS.: OOOOOOOOPS! Segundo ESSA FONTE, isso é uma FARSA! A fórmula já era conhecida! Tá vendo só como é mais importante ver as COISAS do que as PESSOAS? Se a fórmula tivesse aparecido nesse post, algum leitor que fosse matemático poderia rapidamente ter apontado isso!

    • OBS.: Eu não estou reclamando especificamente do seu post, Philippe. Estou falando de todas as agências que publicaram a notícia e diversos aspectos dela, MENOS a malfadada fórmula — como se ela não interessasse. Acho isso ridículo.

    • Patola, eu procurei a formula, mas não achei em lugar nenhum. A própria wikipedia dedica apenas um parágrafo a mesma.
      Mas mesmo que encontrasse, certamente ela nem sequer seria compreendida por 99,999% dos leitores. É por isso que a grande mídia não publica. Espaço custa caro e gastar espaço com a formula que não seria entendida poderia afastar os leitores avessos a Matemática. Acredito que os demais editores pensem que se alguém tem cabeça para entender a fórmula, este alguém sabe como encontrá-la e então nem publicam.
      Eu não creio que a descoberta do menino seja uma farsa. Ele apenas deduziu algo que já existia, mas havia sido pouco divulgado. Isso é algo perfeitamente possível, e como acadêmico, você sabe que isso ocorre o tempo todo. O impressionante é imaginar uma escola secundária dando este nível de educação Matemática aos seus alunos.

  6. philipe,
    a formula já tinha sido desvendada anteriormente.
    “Embora o problema já tenha sido resolvido anteriormente, a originalidade do trabalho de Altoumaimi e sua pouca idade assustaram as instituições suecas”
    http://noticias.terra.com.br/imprime/0,,OI3792053-EI238,00.html

  7. Excelente o texto sobre Mulla da Silva e suas jogadas sujas que só contentam os desavisados!! Mulla da Silva realmente é o reflexo médio dos brasileiros: arrogântes, invejosos,mentirosos e falsos solidários. É só ler algumas respostas aqui e veja se não é verdade!!

  8. pow, o texto começa sobre o sucesso de um menino e uma formula e depois descamba pra criticar o sistema educacional.

    Obvio que estamos indo rapidamente regredindo para a idade média, mas o assunto, penso eu, era outro, era sobre o problema de 300 anos.

    Achei meio frustrante ser chamado para ler sobre um assunto e acabar lendo outra coisa.

    • Caro Rui, você deve estar acostumado a blogs que entregam apenas o feijão com arroz. Pra isso serve o G1. Aqui no Mundo Gump vem a notícia, vem a minha opinião sobre o fato, e de quebra vem algum dado curioso. E tudo isso pela módica quantia de… NADA!
      Ninguém te obrigou a ler, amigão. Aliás, o direito de não ler é o primeiro mandamento da lista de direitos e deveres do leitor.

  9. Não acredito que o problema esteja com O TEMPO, e sim com a eficiencia. Não é por algumas horas de Orkut que estamos atrás, como disse um colega, é pela ineficiência nos estudos.

    Quantidade nunca foi sinônimo de qualidade, até porque aqui no Brasil temos um bilhão e meio de Universidades, Faculdades e Escolas Técnicas…x_x

    Se me permitem um exemplo, em um grupo de estudos que participei (e saí em menos de 2 semanas) eu estudava em média 45 minutos por dia, enquanto os outros 4 integrantes ficavam 6h por dia em frente aos livros, e não saíam para shows ou coisas do tipo. Resultado: EU-7vestibulares, aprovado em 5. O melhor do grupo restante-8vestibas, aprovado em 3. Sou mais inteligente que os 4? Não, apenas fui mais eficiente. Não foi quantidade, foi a qualidade do estudo.

  10. “Adolescente desvenda quebra-cabeça da Matemática com 300 anos”

    Vão falar de política ou do problema que ele desvendou? Como matemático, fiquei decepcionado com o desfecho da notícia…

    • Este é o problema. Eu não sou matemático, 99,9% dos meus leitores não são matemáticos. Eles não estão interessados em saber como é o problema. Paralelamente, a mídia não mostrou absolutamente NADA do problema, e nem a wikipedia ajuda muito neste aspecto. A política educacional brasileira entra no post como uma contextualização do panorama da educação global e do ensino da Matemática no mundo, com especial enfoque na questão do Brasil, que é onde o nosso calo dói.

  11. esse garoto quando estiver na faculdade tera um desempenho ótimo se eu fosse inteligente como ele seria ótimo saberia tudo de matemática e sempre ia passar de ano :cool

  12. sabe pq os governantes ñ investem na educação aki no Brasil? Pq se o povo fica culto, o povo vai vigiar o governo, com o povo vigiando o governo, haverão menos falcatruas (a não ser q a pessoa se corrompa). Pq os governantes acham q o ensino nas escolas públicas está bom? Pq não são os filhos deles q estão lá. Mas tbm, pro aluno aprender, não importa se a escola é boa ou ñ, a escola é só um roteiro. Até minha 8ª série, eu estudava em colégio particular. Lá existia o sistema S.A.P.P (Sistema de Aprovação Pagou Passou). Não que eu tenha pago pra passar, sou bom aluno, tiro notas boas, mas o q eu vi de alunos que estavam na merda no ano anterior, e estavam na mesma série que eu no ano seguinte, ñ dava para contar nos dedos. Fui pro colégio público esse ano, tem gente q tá no primeiro ano há uns 3 anos. O problema não é a escola e nem o professor, e sim o aluno preguiçoso. Tem aluno q mata aula pra ir pra lan-house. essa é minha opnião.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.