• http://opinioesdeumpedro.blogspot.com.br/ Pedro

    Legal o post Philipe. Sendo essa denúncia real ou não, é mais um negócio que eu não faria idéia se não tivesse visto aqui.

  • Firmino Phelps

    No minimo, as pessoas que moram proximo, ou na cidade mais proxima relatariam alguma atividade na area… acho que isso ai precisa ser melhor pesquisado e investigado (digo a respeito da origem das fotos). Vendo as imagens, acredito ser um trabalho de restauração e muito bem feito por sinal!

  • Henrique

    Foi o que pensei vendo as primeiras fotos. Restauração. Lembro de ter ouvido que chegaram a colocar de volta em seus lugares algumas das pedras do chão. Tb me perguntei: – pra que? Essas conspirações pra mim não colam. O argumento de não conseguir enganar muitos cientistas é um dos que uso para rebater a tal farsa do homem à lua. O contexto só reforça a necessidade de proteção do monumento histórico. Se for área militar e de testes, plausível que se desloquem o monumento. Pode ter sido feitas durante a segunda guerra, para proteção e confundir os alemães que deveriam ter ela como referência. Poderia ser a construção de um set de filmagem, com pedras falsas, mais leves do que as verdadeiras, mas pesadas e difíceis de serem posicionadas somente por homens sem danificar, resultando no uso de guindastes. Se as fotos surgem do nada, tem que se ter cautela, não só da origem, mas das datas informadas. E quanto a história? Quantos tem fotos do local com as pedras? Pinturas e desenhos referentes a elas? Existem ou não? A fotografia foi inventada na década de 40 do século XIX. Se não existirem fotos da época, relatos dos moradores da região de seus antepassados da existência das pedras, ai fará sentido duvidar da credibilidade do monumento.

    • El Battuh
    • http://www.philipekling.com Philipe

      Minha opinião é que o monumento existe, é antigo mesmo, mas foi restaurado, remontado, e possivelmente até reposicionado como você sugeriu. As fotos são do processo de restauração e posicionamento das pedras, e inclusive da pra ver que chegaram a concretar algumas partes. Esse concreto ainda está lá pra quem quiser ver. Eu acho que são fotos verdadeiras, alguém viu aquilo tudo e criou uma teoria conspiratória em cima, mas acho uma conspiração meio faquinha, com pouco fundamento. O que é interessante neste caso é imaginar que muita gente acredita que aquela formação sempre esteve assim desde a antiguidade quando na verdade não foi desse jeito.

  • Francisco
  • wesley

    A primeira coisa que pensei é que seria uma replica sendo feita em algum outro lugar do mundo, para atração turistica. Bom eu nunca achei que seria uma fraude, os povos antigos podem ter tido qualquer motivo para telo feito, e o mais provavel é o religioso, ou então algo feito para enaltecer alguém, assim como as esfinges foram feita para os faraós.

    pode ser dificil imaginar como essas pedras pesadíssimas podem ter sido colocadas lá, mas não é impossivel. Os egipcios levantavam obeliscos feitos de rocha maciça usando madeira encharcada, provavelmente o mesmo metodo usado pelos povos da ilha da pascoa para levantar os moais.

    Eu pessoalmente não vejo nada de mais em stonehenge.

  • Ricardo

    Notícia velha meu caro….segue a matéria em 2010…era 1º de abril.
    http://blogdopg.blogspot.com.br/2009/12/stonehenge-grande-fraude.html

    • igor

      Notícia antiga mesmo. Do finalzinho de 2009, foi um “hoax” criado pelo Antonio Martínez Rum para celebrar o Dia dos Inocentes (1º de abril no Brasil), em 28 de dezembro de 2009.

      Vejam em
      http://www.fogonazos.es/2009/12/national-geographic-destapa-el-fraude.html

      • http://www.philipekling.com Philipe

        Cara eu discordo, porque pra começar, este post não é uma “notícia”. Ele é um texto sobre pessoas que acreditam que stonehenge, e isso é uma coisa atemporal. Talvez possa ter começado com o famoso hoax de primeoro de abrtil ja citado aqui, ou apenas pegaram algo que já era um rumor para usar no primeiro de abril, o que também faz sentido, e deve ter dado “volume” a especulação. No caso, a especulação ainda está em curso. Quando surgiu o Hoax, eu creio que não haviam ainda todas essas fotos, e elas estão realimentando a especulação, então, é um post atual, de algo que vem acontecendo há algum tempo.

  • lambrey

    Vocês já viram as inscrições nas pedras? Acho que são mais interessantes que as próprias pedras e se são ou não reais.

  • TON MULLER

    Parece uma restauraão ou mudana de local como ocorreu com o templo de abu simbel no Egito devido aconstruão de uma hidroeletrica(isso explicaria as pedras terem cobertura de gesso em algumas fotos).

    • http://www.philipekling.com Philipe

      Bem observado. A cobertura de gesso das pedras é uma evidência contundente que não estavam Instalando pedras novas, e sim modificando a posição das pedras antigas, pois o processo de revestir com gesso é padrão para preservação de sítio na arqueologia.

  • Etcetra

    Por décadas, a propaganda turística do monumento megalítico de Stonehenge divulgou fascinantes teorias sobre as origens do mais famoso monumento pré-histórico do mundo. No entanto, estes textos deixam de mencionar a reconstrução sistemática que a milenar construção sofreu ao longo do século XX. (por Hudson Almeida revista Mistérios n° 2)
    (…)
    A Polemica
    Em 2001, Brian Edwards, um pesquisador da “Universidade of the West of England”, em Bristol, levantou uma hipótese no mínimo polêmico: Stonehenge não é um sítio intocado. Ao longo do século XX, as ruínas teriam passado por diversas reformas, decisivas para o alinhamento e aparência atual do monumento: a partir das pedras originais, arqueólogos teriam criado o mais famoso monumento inglês. A principal é que, em vez de ser baseada em um criterioso estudo sobre o que realmente as ruínas foram a reforma foi feita para deixar Stonehenge como os arqueólogos envolvidos acreditavam que ela deveria ser.
    Lentamente, a polêmica informação passou a circular, primeiro num restrito circulo de estudiosos e, depois, em jornais, algumas revistas e em sites ligados a temas fantásticos a conceituada arqueologia britânica, o assunto não consegui o destaque esperado, aparecendo posteriormente apenas em algumas listas de discussão na Internet e em algumas matérias mundo afora.
    A reconstituição
    As alterações nas ruínas de Stonhehenge começaram na aurora do século XX e passaram longe de uma simples restauração. Homens e guindastes levantaram monólitos caídos, endireitaram blocos inclinados, içaram peças, formaram “trilithons” (conjunto formado por dois blocos paralelos verticalmente, com um terceiro na horizontal em cima), enfim,definiram o monumento como conhecemos hoje, em trabalhos ocorridos em 1919, 1920, 1958, 1959 e 1964. Nas palavras de Chistopher Chippindale: “Quase todas as pedras foram reposicionadas”.
    Na primeira intervenção, em 1901, uma das pedras, que se encontrava bastante inclinada, foi colocada ereta e fixada com concreto. Porém, a mais radical alteração ocorreu em 1919 e 1920 sob o comando do Coronel William Hawley, membro da Stonehenge Society. Na ocasião, nada menos do que seis pedras foram reeguidas e recolocadas. Em 1958, uma espécie de altar de pedra foi substituído, e mais um “trilithon” edificado. A última modificação significativa aconteceu em 1964, quando quatro pedras foram reposicionadas para evitar uma possível queda. A riqueza de detalhes impressiona, mas qual seria o teor de verdade nessas acusações?
    A confissão
    Por mais chocante que possa parecer, a história da reforma de Stonehenge não é um boato, mas sim um dos mais controversos segredos da arqueologia. De 1901 até 1904, passou realmente pela reformas descritas, que alteraram sensivelmente o sítio original. A verdade tornou-se incontestável quando o Edwards e o arqueólogo Christopher Chippindale, curador da Cambridge University Museum of Archeology and Anthropology, encontraram os artigos retratados das obras realizadas em Stonehenge. A revelação causou mal-estar entre os arqueólogos ingleses. Por que essa informação foi omitida dos livros oficiais sobre o monumento?
    Alguns autores e jornalistas chegaram a afirmar que o monumento de Stonehenge não passaria de uma invenção da “indústria do patrimônio arqueológico” britânico, um mero golpe para atrair turistas. Apesar dessa teoria radical não condizer com a realidade, os membros da English Heritage (fundação responsável pelo patrimônio arqueológico inglês) foram pressionados a se manifestar sobre o assunto. Mais do que se manifestar, a tradicional instituição acabou por confessar.
    Sim, o monumento de Stonehenge havia sido manipulado em diversas oportunidades. Dave Batchelor, um dos principais arqueólogos da English Heritage, é quem confirma a teoria: “Nos anos 60, decidimos ocultar esse detalhe. Mas os tempos são outros, e hoje, acreditamos que essa importante parte da historia de Stonehenge precisa ser contada”…

    As pistas da construção foram cuidadosamente escondidas e os guias arqueológicos foram reescritos como parte da farsa.O arqueólogo Dave Batchelor foi um dos responsáveis pela revisão dos documentos históricos, “Reescrevemos tudos”, declarou ele. “Inventamos a herança celta e até o possível alinhamento cósmico das pedras”.

  • Marcos

    A história é boa mas é fake…

    1- existem centenas de documentações, citações , pinturas e até fotos do stonehenge anteriores a 1900, sim ele estava la e existe um numero massivo de provas quanto a isso.

    2- A obra de restauração nos anos 50 foi feita com total conhecimento público. (essas fotos que você postou vem dessa obra). E é esse material que é usado por ai pra difundir a falsa notícia .

  • Mauro Dias

    Marcos,

    Então publique coloque o link das fotos aqui nos comentários para que se possa ver.

  • Anderson

    Philippe,

    Uma simples busca no Google Maps demonstra que várias informações dos conspiracionistas estão erradas, as duas principais:

    1 – A área não é improdutiva e existem sim plantações até menos de 200 metros de Stonehenge;

    2 – Existe uma pequena cidade há 1 kilometro de Stonehenge, com inclusive uma dominos Pizza em shopping na entrada do mesmo vilarejo, demonstrando que não é uma superplanta militar de altissima segurança…

    https://maps.google.com.br/maps?q=Stonehenge&hl=pt-BR&prmd=imvns&biw=1092&bih=514&ie=UTF-8&sa=N&tab=il&authuser=0

    Mas as fotos são mesmo intrigantes!

  • Verena

    O que achei mais curioso foi o grande numero de crianças junto as obras. Pareceu mais uma montagem da industria do cinema para algum filme…

  • buribu

    No!… A primeira referência a esta construção foi feita pelo historiador Henry de Huntingdon em 1130 d.c.

  • Janaina

    Querem sempre nos fazer de bobos igual a ida do homem a lua> EUA e Reino Unido propriedade dos Iluminatis querem sempre manipular a mente da pessoas e inventam.

    • John Doe

      Janaína, explique como você considera Stonehenge e a ida do homem à Lua como farsas, mas acredita piamente na existência dos iluminatis? Você os conhece pessoalmente? Não seriam eles as verdadeiras “fraudes”?
      Impressiona como certas “verdades” (sociedades ocultistas, etc) convencem mais do que histórias bem documentadas.

  • http://portugalmundial.com Portugal Mundial

    É natural que se pense, após ver essas fotos que o Stonehenge é uma grande conspiração, mas na realidade essas fotografias pertencem à construção de um réplica (aliás uma das mais de 20 no mundo inteiro) e essa em particular foi documentada porque se tratava da réplica a ser usada no filme: The Black Knight, 1954
    Enfim, mais uma tentativa ‘estranha’ de ridicularizar quem tenta desmistificar o que está escondido. Como explicaria o autor desse artigo as mais de 200 fotografias do Stonehenge da altura da primeira guerra mundial ou dos documentários de história de 1877?

    http://clonehenge.com/2010/02/07/another-movie-replica-the-black-knight-1954/

  • Will

    Pedras-Guias da Georgia. “Fraude” sem frescuras, sabe-se exatamente que são novas, 1983. Daí só deduzirem…