15 Comentários

  1. Pedro Carneiro (Gafanhoto)

    Tá dando uma surra legal em várious outros contos seus! Me pergunto se fosse uma mini-série, como iria se passar dentro da escuridão da caixa.

    Responder

    1. Imagina, seria revolucionário vários capítulos com a tela toda preta. Transformaria a TV em radionovela novamente.

      Responder
      1. Gabriel

        não sei se seria vendável, com os tempos que vivemos hoje, mas seria sensacional ver isso.

        Responder
      2. ALex Hellsing

        até gosto da ideia, seria interessante os primeiros minutos de um filme tudo escuro e com os sons super ressaltados e a consciencia falando ‘-‘ lol

        Responder

        1. Só dá pena daquele infeliz que foi comprar pipoca e esta esperando uma cena clara para achar seu lugar, hahaha

          Responder

          1. Dava pra fazer aquele estilo camera de filmar no escuro, o cara com os olhos estalados tentando ver algo e tal.. Gump!

            []’s

  2. Juliana

    Muito bom! Quem será que está lá, será o Mungo?!?!?! Ai Meu Deus!!! Muito anciosa pra próxima parte!!!

    Responder
  3. DanXP (Daniel Bart Pinheiro)

    O amigo ali em cima tem razão, A Caixa tá superando outros contos seus aqui. Só não supera Zumbi e a Busca de Kuran porque eles estão para mim no mesmo patamar que A Caixa. Estou gostando cada vez mais do conto.

    Responder
  4. Layla

    Se o guru e o Alfredo existem/existiam, o Mungo também, ne?
    Um mundo paralelo onde apenas pessoas em coma habitam?

    O conto está demais!

    Responder

  5. muitíssimo legal Felipe,há anos que eu acompanho o blog, e um conto que o pessoal não comenta muito que eu adorei foi o “cartão negro”.
    Esse conto daria quase um Longa.
    Tenho um amigo que adora seus contos também e tínhamos muita vontade de filmar com seus roteiros.
    seria interessante.
    o que você acha?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.