A cadeira obscura – Parte 13

Renato e Mark correram até a rua. Ali estava Junior, impávido, de braços cruzados diante da porta do baú da carreta aberto. Jonsen balançava a cabeça em sinal negativo. -Não pode ser… Não tem como. -Mas que merda é essa? – Perguntou Renato, diante da imagem da cadeira, solitária no imenso baú vazio do caminhão. …

Leia maisA cadeira obscura – Parte 13

Vem aí a bota biônica

A bota biônica promete acumular a energia despendida na passada e oferecer velocidades inumanas às pessoas.

A cadeira obscura – Parte 12

Renato ainda teve um microscópico segundo de reflexão. Pensou que aquilo não era possível  Só podia ser um pesadelo. Mas não era. Era real e o monstro estava mesmo lá. O Bicho pulou de dentro da banheira e veio com tudo na direção da porta. Renato colou o corpo contra a cabeceira da cama antiga. …

Leia maisA cadeira obscura – Parte 12

Isaac Asimov

Ontem a noite eu estava com vontade de fazer um desenho e perguntei no twitter quem eu deveria desenhar. O Catu Mofaat sugeriu o Azimov e eu achei a ideia ótima.

A cadeira obscura – Parte 11

-Nossa comi pra caralho! – Disse Jamil soltando um arroto que mais parecia um rugido e ecoou pelas ruas escuras da cidade. -Também, com essa pança aí, você quase leva o velho à falência! – Riu o pai deles. -Vamos nessa que eu tô desmaiando aqui. – Disse Renato, entrando no hotel. -Seu Renato, que …

Leia maisA cadeira obscura – Parte 11