Momento dor no coração: carros abandonados em Dubai

Quando a economia global estava as mil maravilhas, (a verdade é que não esteve, mas estava bem melhor que nas sucessivas crises dos últimos anos) Dubai era a “terra prometida” dos milionários. Tudo era bem simples: “Tá cagando dinheiro, meu filho? Vem pra Dubai e compre sua ilha!” Mas aí veio a crise e…

Espanhol cria lâmpada que não queima e sofre ameaça de morte

Fonte principal (El Economista): http://www.eleconomista.es/hpymes/n…n-por-crear-una-bombilla-que-no-se-funde.html A bateria de um celular morre em dois anos, um computador em quatro, a geladeira está tendo problemas em oito anos e de repente, em um belo dia, a televisão lhe diz adeus. “Não há nada para se fazer além de comprar outra”. É possível fazer produtos que durem mais …

Leia maisEspanhol cria lâmpada que não queima e sofre ameaça de morte

ScoreLight: Instrumento artificial senestésico baseado em laser. (Achou o nome estranho? Espera pra ver o treco!)

Gente, já começo este post de hoje me desculpando porque eu acho que vai ser só este post aqui hoje. Tô com uma gripe mooonstra, que eu acho que é uma gripe de cepa diferente que me pegou depois da última gripe da semana passada que foi relax. Hoje eu estou me sentindo assim: Ta …

Leia maisScoreLight: Instrumento artificial senestésico baseado em laser. (Achou o nome estranho? Espera pra ver o treco!)

Gump Cast programa 3

Aqui está o Gump Cast programa 3 que foi ao ar sábado pela Ocânica FM de Niterói 105,9. Teve receita de risoto, teve coral russo, teve Sergio Mendes, teve Vanessa da Mata, nomes bizarros e o mistério dos russos que morreram inexplicavelmente nos montes urais. Clique aqui para ouvir. [display_podcast]

O misterioso manuscrito 512

Existe uma cidade perdida, despojos de uma civilização avançada já extinta encoberto pela floresta no Brasil?

Esse é o mote de um dos mais estranhos e Gumps documentos históricos do nosso país. Curiosamente, o manuscrito 512, como ele é conhecido, é pouco divulgado e estudado.
Ele se encontra na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro (seção manuscritos, obras raras). Trata-se de um documento do século XVIII, denominado “Manuscrito 512”, no qual se narra o descobrimento de uma maravilhosa cidade perdida de casas de pedra e amplas ruas, além de numerosas inscrições gravadas nas pedras em uma língua completamente desconhecida.
Essa descoberta teria se dado por acaso, quando uma Bandeira (um grupo de bandeirantes) desbravava o interior do Brasil. O manuscrito dá ciência ao Vice-Rei do Brasil sobre a descoberta, e tudo indica que ele foi escrito por quem de fato esteve no lugar misterioso.