Bichinho esquisito

Primeiro eu pensei queera um beija-flor.Mas aí eu me perguntei. O que um beija-for está fazendo com duas anteninhas iguais as do Chapolim Colorado?Foi então qeu me dei conta que aquilo era um INSETO!MAs antes cheguei a pensar se não era um Photoshop desses da vida. Mas não o bicho realmente existe, é raro, mas …

Leia maisBichinho esquisito

Meu sonho de hoje

Estou meio sem saco de escrever sobre as coisas de sempre. Sabe como é, O Brunno até meio que previu isso. A gente escreve sobre os mesmos assuntos durante muito tempo e aí a coisa começa a ficar meio maçante. Surge no canto da boca um certo gosto amargo de rotina. E rotina é uma …

Leia maisMeu sonho de hoje

A evolução dos balões dos quadrinhos

Há muitos anos os diálogos das histórias em quadrinhos são representados com balões. Isso já é meio que parte do senso comum acerca da estética dos quadrinhos. Este site mostra a evolução dos balões na representação de diálogos. Achei interessante. Bom pra quem gosta de artes. E quadrinhos, claro.

Aviãozinho de palito que voa mesmo

Aqui está um link para um tutorial que te ensina a fazer um aviãozinho de palito que voa de verdade! Corte com gilete ( olha o dedo hein? Faz com cuidado) os palitinhos de fósforo. Cole a estrutura do aviãozinho como mostra no tutorial. Depois é só colar os motores. (o difícil é pegar eles)

O preço de uma Casa na árvore

Toda criança que se preze deseja ter uma casa na árvore. Ok, Ok. Estou errado. Todo adulto que viveu os anos 80 também. Então se você é um dos sortudos que tem no bolso sobrando U$18.499,99, pode comprar o amor eterno de seu filho dando a ele esta inacreditavelmente maneira casa na árvore com tema …

Leia maisO preço de uma Casa na árvore

Armas de papel não matam

Achei curioso este site onde os japoneses, tarados por dobraduras constroem réplicas em tamahnho real de famosas armas de fogo e pistolas.Muito interessante, Parece que tem pra download os PDfs e as dicas de como montar. POde ser eventualemnhte útil para fazer um curta metragem onde as armas aparecem rápido ou distantes. Fica bem parecido. …

Leia maisArmas de papel não matam

Domingo também se come

Estavam acampados nos confins da amazônia fazia três meses. A barraca de palha era pequena e cheia de mosquitos que já acostumados com a fogueirinha permanente, insistiam em chupar-lhes o sangue. Lá estavam dois homens. Irmanados na pinga trazida com eles. Um era Zé Carlos de Azevedo. O outro, Leonardo Silva Jardim. Ex-seringueiros, ganhavam a …

Leia maisDomingo também se come